Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abertura dos mercados: Ações próximas de máximos em contagem decrescente para a "holiday season"

As bolsas europeias estão em alta pela segunda sessão consecutiva, depois dos novos máximos alcançados em Wall Street. O petróleo e o ouro seguem em baixa ligeira.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 20 de Dezembro de 2019 às 09:18
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Os mercados em números

PSI-20 sobe 0,34% para 5.236,01 pontos

Stoxx 600 ganha 0,23% para 416,01 pontos

Nikkei desvalorizou 0,20% para 23.816,63 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos sobem 1,5 pontos para 0,414%

Euro inalterado nos 1,1122 dólares

Petróleo em Londres desliza 0,02% para 66,53 dólares o barril

 

Bolsas europeias em alta pela segunda sessão

As bolsas europeias estão a negociar em alta esta sexta-feira, 20 de dezembro, pela segunda sessão consecutiva, seguindo o otimismo dos principais índices dos Estados Unidos, que atingiram ontem novos recordes.

 

Os índices de ações globais estão, aliás, próximos de máximos históricos, com o mercado a beneficiar do alívio dos receios em torno da guerra comercial, na contagem decrescente para a época festiva do final de ano.

 

Espera-se, contudo, uma sessão de grande volatilidade, devido ao vencimento simultâneo de quatro tipos de contratos, uma situação que acontece apenas quatro vezes por ano, nas terceiras sextas-feiras dos meses de março, junho, setembro e dezembro. Nas bolsas, estes dias são designados como a "quadruple witching"(bruxaria quádrupla).

 

Nesta altura, o índice de referência para a Europa, o Stoxx 600, ganha 0,23% para 416,01 pontos. Na bolsa nacional, o PSI-20 sobe 0,34% para 5.236,01 pontos, animado sobretudo pelas cotadas do grupo EDP. A elétrica avança 0,55% para 3,857 euros, o valor mais alto desde 2008, depois de ter anunciado ontem a venda de seis barragens à Engie por 2,2 mil milhões de euros. Já a EDP Renováveis avança 0,8% para 10,12 euros, a beneficiar do anúncio do reforço da sua presença na Polónia.

 

Juros portugueses permanecem acima de 0,4%

Com as ações a subir, as obrigações soberanas na Zona Euro seguem em queda e, consequentemente, os juros a subir. Em Portugal, a yield associada às obrigações a dez anos avança 1,5 pontos para 0,414%, enquanto em Espanha, no mesmo prazo, o agravamento é de 1,5 pontos para 0,455%.

 

Em Itália, os juros a dez anos registam uma subida mais acentuada – 5 pontos base para 1,429% - e na Alemanha crescem 1,2 pontos para -0,226%.

 

Dólar em alta ligeira

O índice que mede o desempenho do dólar face às principais congéneres mundiais está em alta ligeira esta sexta-feira, dia em que o mercado aguarda a divulgação dos dados do PIB relativos ao terceiro trimestre do ano.

 

Esta evolução acontece ainda depois de o Congresso ter aprovado um pacote de gastos orçamentais de 1,4 biliões de dólares, que evitará o shutdown do governo.

 

Petróleo com terceira semana de ganhos

O petróleo está a negociar em queda ligeira nos mercados internacionais, mas deverá completar esta sexta-feira a terceira semana consecutiva de ganhos.

 

A matéria-prima tem beneficiado das notícias mais animadoras na frente comercial, que melhoram as perspetivas para a economia global e, consequentemente, para o consumo de petróleo.

 

Nesta altura, o Brent, transacionado em Londres, desliza 0,02% para 66,53 dólares, enquanto o West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, cai 0,15% para 61,09 dólares.

 

Ouro com sinal negativo

O ouro segue com sinal vermelho, mas com uma queda muito ligeira de 0,10% para 1.477,38 dólares, antes de serem conhecidos os mais recentes dados sobre a evolução da maior economia do mundo. As estimativas dos economistas consultados pela Bloomberg apontam para uma subida do PIB de 2,1% no terceiro trimestre.

 

Alinhada com o ouro, a prata recua 0,06% para 17,0540 dólares.  

Ver comentários
Saber mais Abertura dos mercados bolsas bolsa nacional PSI-20 Europa Stoxx600 matéria-primas petróleo WTI Brent ouro euro dólar
Outras Notícias