Mercados num minuto Abertura dos mercados: Bolsas europeias renovam máximos

Abertura dos mercados: Bolsas europeias renovam máximos

As bolsas europeias iniciaram a sessão em alta, ainda que os ganhos sejam ligeiros. Os índices renovam máximos de, pelo menos, 2015. O euro mantém a tendência de ganhos e os juros franceses renovam mínimos de Janeiro.
Abertura dos mercados: Bolsas europeias renovam máximos
Sara Antunes 25 de abril de 2017 às 08:36

As bolsas europeias regressaram à negociação com uma tendência de ganhos moderados. Ainda assim, depois de a última sessão ter sido de subidas acentuadas, os principais índices já tocaram em novos máximos neste arranque de sessão. 

O Stoxx600, que agregas as 600 maiores cotadas europeias, sobe 0,11% para 386,51 pontos, tendo tocado no valor mais elevado desde Dezembro de 2015. Uma tendência partilhada pela maioria dos índices europeus. O alemão DAX está a subir 0,11% para 12.469,18 pontos, atingindo inclusivamente um máximo histórico. O holandês AEX avança 0,15% para 524,52 pontos, atingindo um máximo de Novembro de 2007.

Os índices espanhol, IBEX, e italiano, MIBTEL também tocaram em máximos de Agosto de 2015 e de Janeiro de 2016 já esta manhã, tendo invertido entretanto a tendência e seguem com perdas. 

Comportamento semelhante teve o português PSI-20, que ainda começou com ganhos, mas já segue em queda. O índice dece 0,11% para 4992,22 pontos, numa altura em que BCP, EDP, Galp e Nos recuam.

Os mercados continuam assim a reflectir os resultados da primeira volta das eleições presidenciais de França, cujos resultados deram a vitória a Emmanuel Macron e apontam para que Marine Le Pen, líder do partido de extrema-direita, não vença as eleições. A segunda volta será disputada a 7 de Maio. 

O euro também continua a reflectir a vitória do europeísta, subindo 0,12% para 1,0880 dólares, depois de ontem ter chegado a tocar no valor mais elevado desde Novembro de 2016.

Em queda continuam os juros associados à dívida de França. A taxa implícita nas obrigações francesas a 10 anos recua 0,2 pontos base para 0,828%, tendo renovado já esta manhã o mínimo de Janeiro. 

A taxa de juro da dívida portuguesa está a subir 1,2 pontos para 3,570%, enquanto os juros da Alemanha estão a subir 1,8 pontos para 0,347%.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI