Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abertura de mercados: Reino Unido e BCE centram atenções dos investidores

As principais bolsas asiáticas oscilaram entre ganhos e perdas. Na Europa, a ausência de indicadores económicos está a focar as atenções no Reino Unido e na expectativa em torno do Banco Central Europeu (BCE) em relação a um novo corte de juros em Junho.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 20 de Maio de 2014 às 09:01
  • Partilhar artigo
  • ...

As principais bolsas asiáticas oscilaram entre ganhos e perdas, com os ganhos das empresas do sector das tecnologias de informação a serem travados pelas perdas das fabricantes de materiais.

 

O índice de referência da Ásia, o MSCI Asia Pacific, segue pouco alterado para negociar nos 139,39 pontos. "Faltam ao mercado catalisadores", explicou à Bloomberg, Junya Naruse, estratego-chefe do Daiwa Securities. As bolsas japonesas já terminaram a negociação, acumulando valorizações nos principais índices.

 

O Nikkei somou 0,49% para os 14.075,25 pontos, enquanto o Topix apreciou 0,29% para os 1.153,38 pontos. Na Europa, os principais mercados seguem ainda sem uma tendência definida. O foco dos investidores estará hoje nos dados que serão conhecidos no Reino Unido.

 

Será conhecido o índice de preços no consumidor, relativo a Abril, que se espera que tenha crescido 0,3% face ao mês anterior e 1,8% face ao período homólogo. Já as vendas a retalho terão crescido, segundo as previsões da CMC Markets,  2,6% face ao mesmo mês do ano passado, depois de terem avançado 2,5% em Março.

 

Nos mercados de matérias-primas, os preços do petróleo seguem a valorizar. Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) sobe 0,13% para os 102.74 dólares por barril, perto de máximos de quatro semanas. Já em Londres, o Brent, que serve de referência às importações portuguesas, aprecia 0,17% para os 109,56 dólares por barril.

 

A animar o "ouro negro" está a especulação de que esta semana seja anunciada uma quebra nas reservas de crude nos Estados Unidos, o maior consumidor do mundo.

 

Já o euro está a perder terreno face à moeda americana, ao descer 0,03% para os 1,3706 dólares. A moeda europeia está a ser penalizada pela crescente especulação de que o Banco Central Europeu (BCE) irá cortar a taxa de juro de referência da Zona Euro na próxima reunião, a 5 de Junho.

Ver comentários
Saber mais bolsas Ásia Europa petróleo euro Reino Unido inflação
Outras Notícias