Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abertura de mercados: Investidores atentos à situação na Grécia

A queda do petróleo mantém-se pela segunda sessão, com os investidores atentos ao desenrolar das negociações entre o Irão e diplomatas ocidentais sobre o programa nuclear. Se houver acordo, as sanções podem ser levantadas e mais petróleo iraniano pode começar a chegar ao mercado.

Reuters
André Cabrita-Mendes andremendes@negocios.pt 30 de Março de 2015 às 08:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os investidores vão estar hoje atentos à situação na Grécia. No final da semana passada que a Grécia enviou uma lista de reformas para os parceiros europeus e esta segunda-feira, 30 de Março, os dois lados vão reunir-se para darem início às discussões técnicas sobre as medidas.

 

No entanto, uma reunião do Eurogrupo para aprovar as medidas só terá lugar a partir da próxima semana, quando os detalhes das reformas estiverem completamente definidos. 

 

Hoje também vão ser divulgados dados relativamente à confiança dos consumidores da Zona Euro e sobre a taxa de inflação na Alemanha. Já nos Estados Unidos, vão ser divulgados dados relativamente aos salários no mês de Fevereiro.

 

Nos mercados internacionais, o petróleo está em queda. O barril de West Texas Intermediate desce 2,01% para 47,89 dólares em Nova Iorque, enquanto o barril de Brent perde 1,06% para 55,81 dólares em Londres.

 

A queda do petróleo continua pela segunda sessão consecutiva, com os investidores atentos ao desenrolar das negociações entre o Irão e diplomatas ocidentais sobre o programa nuclear iraniano. Se chegarem a acordo, o Ocidente poderá levantar as sanções sobre o Irão, o que poderá aumentar a sua exportação de petróleo para um milhão de barris diários.

 

Nos mercados asiáticos, os índices japoneses Topix (+0,32%) e Nikkei 225 (+0,65%) fecharam a subir impulsionados pelos ganhos das companhias aéreas. Na China, o índice Hang Seng subiu 1,8% depois de o governador do banco central do país, Zhou Xiaochuan, ter vindo a público dizer que o Governo de Pequim pode fazer mais para apoiar o crescimento da segunda maior economia mundial.

 

Nos mercados cambiais, o euro está a cair 0,17% para 1,0870 dólares.

Ver comentários
Saber mais Grécia Eurogrupo Zona Euro Estados Unidos
Outras Notícias