Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abertura dos mercados: Investidores de olhos postos no Eurogrupo

Os ministros das Finanças da Zona Euro voltam a reunir-se esta tarde pela terceira vez em dez dias, com o objectivo de encontrar uma solução para Atenas, que termino no final deste mês o programa de assistência financeira.

Bloomberg
Rita Faria afaria@negocios.pt 20 de Fevereiro de 2015 às 08:04
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

Esta sexta-feira, 20 de Fevereiro, a reunião do Eurogrupo vai concentrar a atenção dos mercados. Os ministros das Finanças da Zona Euro voltam a reunir-se esta tarde pela terceira vez em dez dias, com o objectivo de encontrar uma solução para Atenas, que termino no final deste mês o programa de assistência financeira.

 

O Governo de Atenas entregou, na quinta-feira, o pedido ao Eurogrupo de extensão do "acordo de empréstimos", acompanhado da garantia de que deixará de falar de perdão de dívida, porque "honrará" os compromissos assumidos com os seus credores. As reacções não foram consensuais. Berlim considerou a proposta de Atenas "insuficiente" enquanto a Comissão Europeia a viu como "um sinal positivo" capaz de poder abrir caminho a um compromisso entre a Grécia e os demais países da Zona Euro.

 

Esta sexta-feira, os principais índices japoneses encerraram a sessão em alta, com o Topix a completar a quinta semana consecutiva de ganhos e o Nikkei a renovar máximos de 15 anos, impulsionados pelos sectores do papel e metal.

 

O Nikkei avançou 0,37% para 18.332,30 pontos enquanto o Topix subiu 0,36% para 1.500,33 pontos.

 

"Com o excesso de liquidez a nível global, e com as acções japonesas a começarem a ser rentáveis depois do momento crítico pelo que passaram, os investidores estão mais propensos a assumir riscos", explicou, em declarações à Bloomberg Masayuki Doshida, analista do Rakuten Economic Research Institute.  

 

No mercado das matérias-primas, o petróleo negoceia em alta ligeira, depois de ter sido divulgado que as reservas de crude dos Estados Unidos aumentaram para um nível recorde. O West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, sobe 0,82% para 51,58 dólares enquanto o Brent, negociado em Londres e que serve de referência às importações europeias, avança 0,12% para 60,28 dólares.

 

As reservas de crude norte-americanas aumentaram em 7,7 milhões de barris na semana passada, mais do que o dobro do estimado pelos analistas consultados pela Bloomberg. A produção cresceu em 54 mil barris por dia para um total de 9,28 milhões de barris diários, o nível mais elevado desde Janeiro de 1983. 

Ver comentários
Saber mais Eurogrupo Atenas Governo de Atenas Berlim Comissão Europeia Grécia Zona Euro economia negócios e finanças Estados Unidos
Outras Notícias