Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

ACAP exige medidas rápidas do Governo para dinamizar mercado automóvel

As vendas de automóveis ligeiros de passageiros e de comerciais ligeiros registaram uma forte queda no mês passado, face a Fevereiro de 2008, levando a Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) a exigir do Governo a rápida implementação de medidas que levem à dinamização da procura.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 03 de Março de 2009 às 16:41
As vendas de automóveis ligeiros de passageiros e de comerciais ligeiros registaram uma forte queda no mês passado, face a Fevereiro de 2008, levando a Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) a exigir do Governo a rápida implementação de medidas que levem à dinamização da procura.

“Neste sentido, a ACAP está em diálogo com o Governo com vista à possibilidade ser alargado o Programa de Incentivos ao Abate, assim como a suspensão temporária do IUC, a exemplo do que foi implementado na Alemanha e em França, com sucesso”, refere o comunicado daquela Associação.

O mercado de ligeiros de passageiros registou uma queda de 42,6% no mês passado, face a Fevereiro de 2008, tendo sido vendidos menos 7.300 carros, refere a ACAP na apresentação dos números provisórios. Comparando com o mês anterior, a quebra foi de 42,9%. Recorde-se que este mercado passou a incluir os veículos todo-o-terreno desde Janeiro de 2003 e monovolumes com mais de 2.300 kg de peso bruto desde Janeiro de 2007.

Quanto aos comerciais ligeiros, venderam-se no mês passado menos 38,2% do que em Fevereiro de 2008 – o que corresponde a menos 2.500 veículos.

O total de ligeiros registou uma quebra de 41,7% no mês passado comparativamente com Fevereiro de 2008. O mercado de ligeiros compreende todos os veículos até 3.500 kg de peso bruto, incluindo os automóveis ligeiros de passageiros, os veículos

todo-o-terreno e os comerciais ligeiros (que incluem os seguintes segmentos: chassis-cabinas, furgões, derivados de passageiros e pick-up).

O mercado de veículos pesados, por seu lado, registou em Fevereiro de 2009 um total de 326 unidades vendidas, o que corresponde a um decréscimo de 42,6% face ao mês homólogo do ano anterior.

No período acumulado de Janeiro a Fevereiro de 2009, as vendas atingiram 848 unidades, tendo-se verificado uma diminuição de 32,7% relativamente ao mesmo período de 2008, segundo os dados da ACAP.

Vendas totais de ligeiros: Citröen supera Ford num ano

Em termos de vendas totais de ligeiros, a Renault, a Citröen e a Ford ocuparam os lugares cimeiros. A Renault manteve assim a liderança quando comparada com o total vendas do mesmo mês em 2008. No entanto, o número de unidades vendidas caiu 51,7% em termos anuais, já que a marca vendeu 1.333 unidades no segundo mês deste ano, contra 2.757 unidades em Fevereiro do ano passado. A quota de mercado é actualmente de 10,51%, contra 12,67% há um ano.

A Citröen vendeu no mês passado 1.115 ligeiros, contra 1.635 em Fevereiro de 2008. A quota de mercado passou contudo 7,51% para 8,79%. A Ford, que em Fevereiro do ano passado conseguiu vender mais do que a Citröen, foi ultrapassada no mês passado pela insígnia francesa, ao vender 1.101 veículos, contra 1.936 unidades vendidas no ano anterior.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio