Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções americanas fecham em alta após quatro sessões em queda

Investidores aproveitaram quedas recentes para regressarem ao mercado accionista, apesar dos dados económicos divulgados confirmarem o cenário de abrandamento económico.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 25 de Agosto de 2010 às 21:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
As bolsas norte-americanas fecharam o dia em alta, recuperando das quedas iniciais, com os investidores a aproveitarem as quedas das últimas quatro sessões para regressarem ao mercado accionista.

O Dow Jones subiu 0,2% para 10.060,06 pontos, o Nasdaq avançou 0,84% para 2.141,54 pontos e o S&P 500 valorizou 0,33% para os 1.055,33 pontos.

No arranque da sessão o sentimento era negativo, depois de terem sido divulgados novos dados que confirmam o cenário de abrandamento da maior economia do mundo. As encomendas de bens duradouros, produzidos nos Estados Unidos, aumentaram menos do que esperado em Julho. Já a venda de casas novas nos Estados Unidos caiu, inesperadamente, durante o mês de Julho para o nível mais baixo de sempre.

Analistas contactados pela Bloomberg justificam a recuperação das acções com a expectativa que a queda registada nas últimas quatro sessões já reflectem este cenário de menor crescimento na economia norte-americana.

Em Agosto o S&P 500 desce mais de 4%, o que fez baixar a avaliação das cotadas em relação à estimativa de resultados para 12,6 vezes, perto de um mínimo de Março de 2009.

No mercado cambial o euro negoceia em alta e impulsiona a cotação das matérias-primas, com o petróleo a valorizar mais de 1% em Londres e Nova Iorque. No mercado de dívida a "yield" das obrigações dos Estados Unidos inverteram a tendência de descida e estão agora em alta, mostrando uma menor atracção dos investidores por activos de menor risco.

A Home Depot registou a maior subida entre as acções do Dow Jones, com uma valorização de 1,98% para 28,33 dólares. A Pfizer e a Kraft, empresas também mais dependentes do andamento da economia, fecharam o dia a subir mais de 1%.



Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias