Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções americanas fecham em queda após Fed manter discurso e juros

As acções americanas fecharam em queda, com os investidores desanimados com a promessa da Reserva Federal (Fed) manter os juros «por um período «considerável». O Nasdaq recuou 2,08% e o Dow Jones baixou 0,42%, depois de ter atingido - pela primeira vez em

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 09 de Dezembro de 2003 às 21:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções americanas fecharam em queda, com os investidores desanimados com a promessa da Reserva Federal (Fed) manter os juros «por um período «considerável». O Nasdaq recuou 2,08% e o Dow Jones baixou 0,42%, depois de ter atingido - pela primeira vez em 18 meses – os 10 mil pontos.

O Dow Jones terminou nos 9.923,42 pontos e o Nasdaq fechou a valer 1.908,32 pontos. O índice industrial atingiu hoje – logo depois da abertura, a importante barreira psicológica dos 10.000 pontos, o valor mais elevado em 18 meses.

No entanto os investidores americanos não gostaram do facto de a instituição liderada por Alan Greenspan ter mantido o mesmo discurso das anteriores reuniões, afirmando que manterá a política «por um período considerável».

A Fed manteve os juros em 1% - tal como esperavam os analistas -, um nível que é o mais baixo dos últimos 45 anos.

A pressionar os índices esteve hoje a Intel, a empresa que mais sobe este ano no Dow Jones, com uma desvalorização de 4,39%. A Texas Instruments deslizou 2,9%, mesmo depois de ter elevado as previsões de receitas para o quarto trimestre.

Entre as tecnológicas a Cisco Systems caiu 4,64% e a Sun Microsystems baixou 5,01%.

A impedir maiores quedas no Dow Jones a General Motors valorizou 2,57%, após a Goldman Sachs ter elevado a recomendação da construtora automóvel para «outperform».

Ver comentários
Outras Notícias