Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções da Cimpor disparam mais de 10% com passagem de 1,1 milhão de acções (act)

As acções da Cimpor dispararam um máximo de 10,53% para os 23,20 euros, preço a que foi concretizada uma passagem de 1,1 milhões de acções, que poderá estar relacionada com a saída da Holcim do capital, segundo operadores.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 24 de Maio de 2002 às 09:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As acções da Cimpor dispararam um máximo de 10,53% para os 23,20 euros, preço a que foi concretizada uma passagem de 1,1 milhões de acções, ou 0,8% do capital, «eventualmente relacionada com a redução da participação da Holcim na cimenteira nacional», segundo operadores.

De acordo com um operador de mercado contactado pelo Negocios.pt, «depois das ordens de cofre terem puxado o preço para cima, realizou-se então uma passagem de 1,1 milhões de acções ao preço de 23,20 euros», acrescentando que, «a passagem deste lote poderá eventualmente estar relacionada com a redução da participação da Holcim na cimenteira nacional».

A Holcim tinha vendido em Bolsa na passada segunda-feira, dia 13 de Maio, 323.314 acções da Cimpor, reduzindo a participação no capital da cimenteira nacional para 9,84%, segundo um comunicado na altura divulgado pela empresa liderada por Teixeira Duarte. A cimenteira suíça passou a deter 13.227.185 acções da Cimpor, o equivalente a 9,91% dos direitos de voto da companhia.

Na passada quarta-feira, mais um bloco de 6,07 milhões de acções passou em Bolsa, a um preço unitário de 20,55 euros, provavelmente relacionado com a estratégia da Holcim de vender pelo menos 5%, dos 9,84% que ainda detinha do capital da Cimpor [CIMP].

Caso se venham a confirmar que estas duas últimas passagens estão relacionadas com a política de desinvestimento da cimenteira suíça, e segundo os cálculos do Negocios.pt, a Holcim deverá agora deter cerca de 6,057 milhões de acções da Cimpor, a que corresponde a cerca de 4,5% do capital.

Separadamente, a também cimenteira Semapa [SEMA] valorizou um máximo de 1,8% para os 5,09 euros, um novo máximo do ano. O presidente da empresa que detém 9% na Cimpor afirmou recentemente que está disposto a debater a sua relação com a Teixeira Duarte [TXDE], accionista maioritário da Cimpor. Queirós Pereira disse que poderá reforçar a sua posição ou, ao contrário, sair da cimenteira, de acordo com o desenrolar das negociações.

As acções da Cimpor seguiam com uma valorização de 10,05% para os 23,10 euros.

Ver comentários
Outras Notícias