Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções da Portucel iniciam negociação em subida superior a 4%

As acções da Portucel e da Semapa, suspensas desde a pré-abertura dos mercados, iniciaram a negociação com a empresa de pasta e papel a valorizar 4,11%, dois cêntimos acima dos 1,50 euros, e a cimenteira inalterada nos 3,83 euros.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 05 de Julho de 2004 às 15:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções da Portucel e da Semapa, suspensas desde a pré-abertura dos mercados, iniciaram a negociação com a empresa de pasta e papel a valorizar 4,11%, dois cêntimos acima dos 1,50 euros, e a cimenteira inalterada nos 3,83 euros.

A Semapa [SEMA] e a Portucel [PTCL], que estiveram suspensas de negociação desde a pré-abertura dos mercados hoje, regressam à negociação às 15h10, depois de um período de consolidação de ofertas que se iniciou às 14h40.

O regresso à negociação dá-se depois da Semapa ter divulgado um comunicado relevante sobre a participação detida na Portucel, um documento aguardado pela Euronext Lisbon e pela CMVM para dar luz verde à retoma da negociação.

A Semapa informou ao mercado que no entender da CMVM, ela possui 55% dos direitos de voto da Semapa, derivantes dos 30% comprados na última fase de privatização da Portucel, bem como dos 25% ainda na posse da Sonae Wood Products.

A Sonae e o consórcio de bancos CGD e BES detêm opões de venda e compra, respectivamente, sobre a tranche de 25%. As duas instituições bancárias, por seu lado, estão na posse de uma opção de venda dessa mesma tranche à Semapa que, em caso de compra, ultrapassará o limiar dos 50% que exigem, segundo o Código de Valores Mobiliários (CMVM), lançar uma OPA sobre o restante capital disperso.

Preço da OPA entre os 1,50 euros e os 1,55 euros

Sobre o preço da OPA, o mercado divide-se. Por um lado, alguns consideram que os 1,55 euros seria o indicado, já que é o preço que a Semapa se propôs adquirir a posição aos bancos.

No entanto, juridicamente, e segundo fontes contactadas pelo Jornal de Negócios Online (www.negocios.pt), a OPA, a ocorrer, poderá vir a ser lançada a 1,50 euros, «já que a Semapa pagará apenas 1,50 euros por acção, sendo os restantes 5 cêntimos devidos aos bancos em comissões e custos de transporte».

De acordo com artº 188 do Código de Valores Mobiliários, a contrapartida da OPA não pode ser inferior ao «maior preço pago pelo oferente nos (?) seis meses imediatamente anteriores à data de publicação do anúncio preliminar».

Considerando os 1,50 euros, um prémio da OPA seria de 2,7%, ou de 6 % considerando os 1,55 euros

As acções da Semapa cotavam inalteradas nos 3,83 euros e a Portucel aumentava 4,11% a marcar 1,52 euros.

Outras Notícias