Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções do Google disparam mais de 11% e impulsionam Nasdaq

As acções do Google abriram hoje a valorizar mais de 11%, em reacção aos resultados acima do esperado apresentados ontem pela empresa que tem o motor de busca na Internet mais utilizado do mundo. O Nasdaq apreciava 0,75% e o Dow Jones descia 0,08%, com o

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 21 de Outubro de 2005 às 14:58

As acções do Google abriram hoje a valorizar mais de 11%, em reacção aos resultados acima do esperado apresentados ontem pela empresa que tem o motor de busca na Internet mais utilizado do mundo. O Nasdaq apreciava 0,75% e o Dow Jones descia 0,08%, com o petróleo a cotar abaixo dos 60 dólares a contribuir também para o optimismo da sessão em Wall Street.

Num dia sem indicadores económicos relevantes, as atenções estão centradas nos resultados do terceiro trimestre e as notícias foram agradáveis. O Google e a SanDisk apresentaram acima do previsto pelos analistas, o que contagiava as acções das empresas tecnológicas.

O facto do petróleo estar hoje a negociar de forma consolidada abaixo dos 60 dólares em Nova Iorque também contribuía para a subida dos mercados accionistas. O crude descia 0,93% para os 59,46 dólares, devido ao facto de o furacão «Wilma» não ameaçar as plataformas petrolíferas.

O Google subia mais de 11%, depois de ontem à noite ter avançado resultados que foram considerados positivos pelos analistas. Os lucros por acção, excluindo itens extraordinários, foram de 1,55 dólares por acção, quando os analistas contavam com 1,36 dólares.

As receitas da empresa que tem o motor de busca mais utilizado do mundo mais que duplicaram para 1,05 mil milhões de dólares, quando os analistas contavam com 944 milhões de dólares.

A SanDisk, uma tecnológica ligada ao sector dos «chips», também apresentou resultados positivos.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio