Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções do grupo Sonae sobem 8% com novo pacote de dividendos

As acções da Sonae SGPS e da Sonaecom abriram hoje em forte alta, com os investidores a voltarem a apostar no sucesso da oferta após o anúncio ontem de que pagariam 5,7 mil milhões de euros em dividendos da Portugal Telecom entre 2007 e 2010.

André Veríssimo averissimo@negocios.pt 28 de Fevereiro de 2007 às 08:14
  • Partilhar artigo
  • ...

As acções da Sonae SGPS e da Sonaecom abriram hoje em forte alta, com os investidores a voltarem a apostar no sucesso da oferta após o anúncio ontem de que pagariam 5,7 mil milhões de euros em dividendos da Portugal Telecom.

A casa mãe [son] lidera os ganhos, ao somar 8,02%, a recuperar das perdas nas últimas sessões. A Sonaecom [snc], oferente na OPA, aprecia 7,97% para os 6,5 euros por acção.

Ontem à noite, a Sonaecom anunciou que vai remunerar os accionistas da Portugal Telecom que queiram permanecer na empresa depois da OPA com um pacote de dividendos de 5,7 mil milhões de euros entre 2007 e 2010.

Este pacote, equivalente a 5,1 euros por acção, está sujeito a várias condições. Primeiro, que a Soanecom fique com mais de 60% do capital da PT na oferta pública que decorre até 9 de Março. Além disso, dependerá ainda dos fundos disponíveis que resultem da actividade da PT, da venda de activos e de outros processos de reestruturação que venham a libertar dinheiro para distribuir aos accionistas.

Recorde-se que a administração liderada por Henrique Granadeiro, em resposta à nova contrapartida de 10,5 euros oferecida pela Sonaecom na OPA, tinha apresentado um pacote de remuneração orçado em 6,2 mil milhões de euros, ou 5,6 euros por acção. Esta verba será, em caso de insucesso da OPA, distribuída através de dinheiro, acções da PT Multimédia e recompra de acções próprias.

A Sonaecom quer, com este novo "trunfo", assegurar que a desblindagem de estatutos é aprovada na assembleia geral extraordinária da PT, que se realiza sexta-feira. Sem a alteração de estatutos, a OPA cai por terra.

Para responder às preocupações de alguns accionistas "sobre o nível de liquidez da PT" a Sonaecom promete uma OPV das acções da PT caso consiga mais de 60% do capital na OPA. Serão vendidas as acções adquiridas acima dos 60% e desde que o encaixe seja superior a 200 milhões de euros.

Outras Notícias