Mercados Actividade nos serviços e indústria da Zona Euro sobe para máximos de 26 meses

Actividade nos serviços e indústria da Zona Euro sobe para máximos de 26 meses

Os índices de gestores de compras (PMI) divulgados pela Markit revelam que a actividade nos sectores dos serviços e indústria da Zona Euro subiu, em Agosto, para o nível mais elevado dos últimos 26 meses. Foi também a primeira vez em 19 meses que o bloco das 17 nações registou uma subida na área dos serviços.
Actividade nos serviços e indústria da Zona Euro sobe para máximos de 26 meses

O índice compósito calculado pela consultora londrina subiu 50,5 pontos em Julho para 51,7 pontos em Agosto, permanecendo acima dos 50 pontos, o que sinaliza uma expansão da actividade.

 

O sector dos serviços regressou ao crescimento, com o índice PMI a subir de 49,8 pontos em Julho para 51 pontos em Agosto, o nível mais alto dos últimos dois anos, e acima das expectativas dos economistas que apontavam para os 50,2 pontos. Uma leitura acima dos 50 pontos indica que o sector está em expansão.

 

No sector da indústria, o índice avançou de 50,3 para 51,3 pontos, o nível mais elevado em 26 meses.

 

O PIB (produto interno bruto) cresceu 0,3% na região, nos últimos três meses, depois de seis trimestres consecutivos em contracção. A expansão foi conduzida pelas duas principais economias da região, a alemã e a francesa.

 

“Vislumbrámos algumas melhorias nos últimos meses, mas estamos a começar a partir de níveis muito baixos”, afirmou Frederik Ducrozet, economista do Crédit Agricole. “Há uma boa hipótese da economia melhorar na segunda metade do ano. Espanha e Itália poderão também voltar a crescer”.

 

Estes indicadores encorajadores na Europa seguiram-se aos dados da manufacturação chinesa, que, inesperadamente, registou uma expansão em Agosto, dando sinais de que a economia da segunda maior potência mundial está a voltar a fortalecer-se depois de dois trimestres em queda.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI