Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Açúcar dispara com especulação de aumento da procura por combustíveis alternativos

O preço do açúcar branco registou a maior subida diária dos últimos 18 anos, no mercado londrino, com os investidores a especularem que os valores recorde do petróleo vão provocar um aumento na procura por combustíveis alternativos, tais como o etanol, pr

Paulo Moutinho 19 de Setembro de 2007 às 16:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O preço do açúcar branco registou a maior subida diária dos últimos 18 anos, no mercado londrino, com os investidores a especularem que os valores recorde do petróleo vão provocar um aumento na procura por combustíveis alternativos, tais como o etanol, produzido através desta matéria-prima.

As cotações do petróleo fixaram novos máximos históricos, durante a sessão de hoje. O WTI chegou a cotar nos 82,51 dólares e o "brent" avançou até aos 78,49 dólares, depois do Departamento de Energia dos EUA ter anunciado que as reservas petrolíferas do país caíram mais do que o esperado.

Em reacção à alta do petróleo, o açúcar branco disparou. A matéria-prima, cotada no mercado londrino, chegou a subir um máximo de 9,76%, protagonizando a maior valorização diária desde 1989, para cotar nos 301,30 dólares por tonelada métrica. O açúcar seguia a apreciar 3,28% para os 283,50 dólares.

O máximo histórico do açúcar foi atingido em Maio passado, nos 497 dólares por tonelada métrica. O valor atingido na altura ficou a dever-se ao facto dos valores elevados da energia terem levado os investidores a comprar esta "commodity" na expectativa de que a procura por etanol, um combustível alternativo, viesse a aumentar.

Hoje, e com os novos recorde do petróleo, voltou a assistir-se uma forte pressão compradora. O etanol é um biocombustível produzido, geralmente, a partir da cana-de-açúcar, mandioca, milho ou beterraba.

Mais lidas
Outras Notícias