Bolsa Adiamento da assinatura de acordo comercial parcial coloca Wall Street no vermelho

Adiamento da assinatura de acordo comercial parcial coloca Wall Street no vermelho

As bolsas norte-americanas encerraram em terreno negativo, com exceção do S&P 500, penalizadas pelos relatos de que a assinatura do acordo comercial parcial entre os EUA e a China só deverá acontecer em dezembro.
Adiamento da assinatura de acordo comercial parcial coloca Wall Street no vermelho
Reuters
Carla Pedro 06 de novembro de 2019 às 21:05

O Dow Jones fechou a ceder 0,01% para 27.491,41 pontos, depois de ontem ter marcado um máximo de todos os tempos, nos 27.560,36 pontos.

  

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite perdeu 0,29% para 8.410,63 pontos, após ter, na negociação intradiária de ontem, fixado um novo recorde de sempre, nos 8.457,39 pontos.

Em contrapartida, o Standard & Poor’s 500 conseguiu fechar a subir ligeiramente, depois de também ter estado a deslizar. Terminou a ganhar 0,07% para 3.076,73 pontos. Na segunda-feira, 4 de outubro, atingiu um novo máximo histórico, nos 3.085,20 pontos.

 

As bolsas do outro lado do Atlântico inverteram para a baixa com os relatos de que a assinatura do acordo comercial parcial (de "fase um") entre Washington e Pequim não será este mês. A acontecer, será em dezembro.

 

"O presidente norte-americano, Donald Trump, e o seu homólogo chinês, Xi Jinping, poderão não conseguir assinar um acordo comercial parcial antes de dezembro, e já houve dois locais nos EUA que foram descartados para o encontro entre os dois líderes", disse à Bloomberg uma fonte próxima do processo.

 

Esta notícia penalizou sobretudo o setor tecnológico, cujas cotadas contam grandemente com a China para as suas receitas.

 

Já as cotadas das matérias-primas negociaram maioritariamente em terreno positivo, com exceção dos títulos da energia – numa sessão em que o índice das commodities atingiu máximos de seis meses mas em que os preços do petróleo negociaram em baixa devido ao aumento das reservas norte-americanas de crude.

 

Também em destaque pela positiva este o setor dos cuidados de saúde, tal como ontem.




Marketing Automation certified by E-GOI