Câmbios Allianz: “Bitcoin é como uma bolha exemplar” e “está prestes a rebentar”

Allianz: “Bitcoin é como uma bolha exemplar” e “está prestes a rebentar”

A Allianz Global Investors, pela voz de um dos seus responsáveis, considera que o valor intrínseco da bitcoin “é zero” e alerta que os sinais estão todos dados. Esta é “uma bolha exemplar” e “está prestes a rebentar”.
Allianz: “Bitcoin é como uma bolha exemplar” e “está prestes a rebentar”
Reuters
Sara Antunes 14 de março de 2018 às 15:56

"Na nossa perspectiva, o valor intrínseco [da bitcoin] deve ser zero", afirmou Stefan Hofrichter, responsável na Allianz, num artigo publicado no site da empresa

 

"A bitcoin não é apenas uma classe de activos sobreavaliada, parece-nos que a euforia com a bitcoin é como uma bolha exemplar – e uma que provavelmente está prestes a rebentar", salienta.

 

E referindo-se à queda recente do valor da bitcoin, que chegou a valer cerca de 20 mil dólares e está actualmente avaliada em cerca de 10 mil dólares, Hofrichter, reitera a visão de "bolha". "Isto é o fim da ascensão da bitcoin como o futuro mundial das moedas? Provavelmente ainda não, uma vez que a especulação sobre a bitcoin e instrumentos semelhantes parece preparada para continuar por mais algum tempo", afirma.

 

"Ainda assim, na nossa perspectiva, tem falhas graves: a sua trajectória assemelha-se a um caso exemplar de uma bolha no mercado financeiro; e a ausência de várias qualidades-chave que a qualifiquem como uma moeda", acrescenta o mesmo responsável.

 

As várias características da bitcoin, ou ausência delas, levam o responsável a colocar a seguinte questão: "Qual é o valor justo da bitcoin?" E, na sua perspectiva é "que o seu valor intrínseco deve ser zero: a bitcoin não tem nenhuma contraparte: o que contrasta com, por exemplo, dívida soberana, acções ou dinheiro – e não gera qualquer rendimento."

 

O responsável admite que há outro activo com as características acima descritas: o ouro. "Mas o ouro já foi aceite amplamente pela humanidade como algo de valor em mais de 2.500 anos – o que compara com menos de uma década da bitcoin", sublinha.




A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 27.03.2018

Eu espero é que os bancos e as suas taxas rebentem todas, eu acredito no futuro crypto, e vou suportar isso, mesmo que perca todo o meu portfolio. Neste momento tenho 80% do meu capital em Crypto e não me arrependo.

Anónimo 18.03.2018

O único propósito das criptomoedas, e só para transacções entre a pessoa A para a pessoa B, de forma paralela ao banco sem ter que pagar altas taxas de envio, quem busca isso como maneira de ganhar a loteria ou investir como bolsa de valores para ganhar milhões?, perde o seu tempo...

Anónimo 15.03.2018

Engraçado....
Se está prestes a rebentar porque é que a nasdaq vai ter bitcoin futures. Não faria sentido, enfim.
Muita da especulação nas cryptomoedas é, precisamente, criada por este tipo de artigos e comentários de pessoas com falta de conhecimento sobre este mercado.

Anónimo 15.03.2018

Os grandes falcões mundiais estão todos à rasca ao verem fugir-lhes o controlo do dinheiro para o cidadão comum.
Tudo hão-de fazer para tentar impedir e descredibilizar o desenvolvimento das criptomoedas, que no fundo não são mais do que a verdadeira democratização do controlo do dinheiro.

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub