Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Analistas acreditam na recuperação da SIC com Nuno Santos na direcção de programas

Os analistas sublinham o bom trabalho de Nuno Santos na RTP e, por isso, acreditam na recuperação da SIC com este responsável na sua direcção de programas. Esta expectativa positiva está a reflectir-se, esta manhã, no mercado com as acções da Impresa a su

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 13 de Dezembro de 2007 às 10:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os analistas sublinham o bom trabalho de Nuno Santos na RTP e, por isso, acreditam na recuperação da SIC com este responsável na sua direcção de programas. Esta expectativa positiva está a reflectir-se, esta manhã, no mercado com as acções da Impresa a subirem mais de 2%.

A empresa presidida por Pinto Balsemão confirmou ontem que, a partir de Janeiro de 2008, Nuno Santos exercerá as funções de director de programas da SIC, SIC Internacional, SIC Radical e SIC Mulher. Nuno Santos foi, ao longo dos últimos cinco anos, um dos rostos mais visíveis na recuperação de audiências da RTP: conforme recordou o próprio no comunicado que emitiu a oficializar a sua saída da RTP, a estação pública "tem hoje uma quota de 25,2% do mercado", quando tinha "em Setembro de 2002, 20,8%".

No Iberian Daily do BPI, o analista Tiago Veiga Anjos destaca mesmo o facto da RTP ter ultrapassado a SIC em termos de audiências em 2007. "Depois dos dados de ‘share’ recentes, que culminaram com a RTP1 a ultrapassar a SIC em 2007, tornou-se claro que a situação de Penim estava a tornar-se insustentável", sublinha a mesma fonte.

Assim, "depois dos bons resultados com Nuno Santos à frente da direcção de programas da RTP, as expectativas de melhora da SIC deverão melhorar", acrescenta.

O CaixaBI também sublinha o impacto positivo comparando os níveis de audiências da SIC "bastante abaixo do esperado"- quando assumiu funções no final de 2005, Francisco Penim tinha prometido alcançar a liderança em 2007 – com a "recuperação significativa dos níveis de audiências do canal público" desde que Nuno Santos entrou para a RTP em 2002.

Aliás, a analista Helena Barbosa relembra que, nos últimos 3 meses, a SIC ficou em 3º lugar e a RTP em 2º.

A ESR diz mesmo que o impacto é "muito positvo". "Nuno Santos foi o responsável pelo crescimento das audiências da RTP de 20% para 25%, então, isto poderá ser muito positivo, uma vez que um dos problemas que a Impresa enfrenta são as fracas audiências", sublinham os analistas no Iberian Daily desta casa de investimento.

As acções da Impresa [ipr] estão a subir 2,29% para os 2,23 euros, mas já dispararam mais de 4% esta manhã.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias