Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Analistas aplaudem resultados da EDPR e dizem que recente queda abre oportunidade de entrada na acção

Bancos de investimento estão optimistas para a empresa e acreditam que acções estão a negociar a desconto.

BNP Paribas corta "target" da EDPR após resultados "decepcionantes"
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 27 de Fevereiro de 2013 às 11:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Os analistas ficaram satisfeitos com o conjunto de resultados apresentado pela EDP Renováveis e acreditam que a desvalorização registada pela empresa nas últimas semanas abriu oportunidades de entrada interessantes.

 

Os analistas do BESI classificaram os números reportados pela EDP Renováveis como “um bom conjunto de resultados operacionais, que superaram as nossas estimativas e o consenso”, escreveram os analistas no seu Iberian Daily.

 

A EDP Renováveis (EDPR) anunciou ontem que fechou 2012 com resultados líquidos de 126 milhões de euros, um crescimento de 43% face aos 89 milhões de euros atingidos no ano anterior. Em termos ajustados (sem ter em conta itens extraordinários) os lucros subiram 32% para 134 milhões de euros.

 

Tal como tinha prometido, a empresa vai estrear-se na remuneração aos accionistas, propondo o pagamento de um dividendo de 4 cêntimos por acção, o que traduz uma rentabilidade de 1%.

 

O BESI destaca que a “EDP Renováveis está a planear investir em novos países e continuar a expansão na energia solar, o que a EDPR pensa que poderá levar o EBITDA a superar o consenso de estimativas”.

 

Os analistas, que avaliam as acções da EDP Renováveis com um preço-alvo de 5,60 euros, reiteraram a sua recomendação de “comprar” e citam três catalisadores para as acções: “a EDPR teve um 'free cash flow' positivo em 2012 e esperamos uma tendência de crescimento; desinvestimentos futuros para a China Three Gorges; preços de negócio nos EUA estão a melhorar, face aos baixos níveis vistos na primeira metade de 2012”.

 

O BPI também elogiou os resultados apresentados pela companhia liderada por Manso Neto, acima das expectativas da casa de investimento, e destacou que “A recente performance das cotações sugere uma reacção exagerada às mudanças regulatórias anunciadas em Espanha”.

 

Os analistas do banco de investimento continuam a atribuir uma recomendação de “core buy” à cotada e acrescentam que a descida das acções nas últimas semanas é “outra oportunidade para reforçar a nossa visão positiva numa acção que combina crescimento, catalisadores de curto prazo, ampliação da geração de free cash flow e consequente queda da alavancagem e um desconto fundamental persistente”.

Ver comentários
Saber mais EDP Renováveis resultados BPI BESI
Outras Notícias