Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Apple e Citigroup penalizam bolsas dos EUA (act.)

Resultados aquém do esperado por parte do Citigroup e a licença de Steve Jobs, por questões médicas, estão a pressionar a negociação das bolsas norte-americanas.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 18 de Janeiro de 2011 às 14:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Nasdaq recua 0,16% para 2.751,00 pontos e o S&P500 cede 0,17% para 1.290,98 pontos. O Dow Jones está a conseguir escapar às quedas, ao subir 0,23% para 11.814,40 pontos, na primeira sessão desta semana, depois de ontem os mercados norte-americanos terem estado fechados devido ao feriado de Matin Luther King.

A penalizar a sessão estão os números revelados hoje pelo Citigroup, com o banco a apresentar um resultado líquido de 1,31 mil milhões de dólares (983,62 milhões de euros) no quarto trimestre. Os lucros realizados nos últimos três meses de 2010, equivalem a um resultado de quatro cêntimos por acção, segundo a Bloomberg. Este lucro ficou aquém do esperado pelos analistas, que apontavam para um resultado de sete cêntimos por acção.

As acções do banco estão a deslizar 4,09% para 4,92 dólares. Mas este é um comportamento que está a ser partilhado por outras cotadas do sector bancário, como o Bank of America, que cede 1,44% para 15,03 dólares.

A penalizar está a também a ausência de Steve Jobs da Apple. Ontem, o presidente da empresa enviou um e-mail aos funcionários a revelar que tinha posto uma licença médica, o que fez com que os investidores penalizassem as acções da empresa, com receios do impacto da ausência do responsável.

As acções da Apple recuam 4,06% para 334,34 dólares, tendo chegado a cair mais de 6%.

Já a Google sobe mais de 1% para 630,99 dólares, enquanto a Yahoo desvaloriza 1,78% para 16,51 dólares.

1 euro = 1,3432 dólares


Ver comentários
Saber mais Dow Jones Nasdaq S&P500 Apple Citigroup Steve Jobs
Outras Notícias