Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

As cinco acções portuguesas em que o fundo da Noruega mais investe

O maior fundo da Europa aumentou a exposição à bolsa portuguesa. As acções da Nos foram alvo de um dos maiores reforços, mas a energia continua a ter o maior peso no fundo.

Miguel Baltazar/Negócios
Rui Barroso ruibarroso@negocios.pt 10 de Março de 2016 às 08:00

O Fundo Soberano da Noruega tinha, no final de 2015, posições na bolsa portuguesa avaliadas em 820 milhões de euros, uma subida face aos 758,6 milhões verificados no final de 2014 (às taxas de câmbio dessas duas datas). A exposição à bolsa nacional atingiu um novo máximo e o veículo de investimento está presente no capital de 22 cotadas nacionais. Há duas empresas em que as posições estão avaliadas em mais de 100 milhões de euros.

EDP

Apesar do fundo ter reduzido a posição na eléctrica de 1,91% para 1,5%, a participação na empresa liderada por António Mexia continua a ser a mais valiosa na bolsa portuguesa. No final de 2015, a entidade escandinava avaliava o investimento na EDP, que é a cotada com maior valor de mercado da bolsa portuguesa, em 182,7 milhões de euros.

Nos

As acções da empresa liderada por Miguel Almeida foram a grande aposta do fundo norueguês em 2015. Esta entidade reforçou no capital da empresa, passando de 1,6% para 3,86% do capital. A posição do fundo na Nos passou a ser a segunda mais valiosa no mercado nacional, avaliada em 144 milhões de euros.

EDP Renováveis

A energia é o sector mais representativo da bolsa portuguesa e é também o sector que tem maior peso na carteira do fundo da Noruega no mercado nacional. Apesar de ter descido a posição na eólica de 1,69% para 1,24%, a posição na empresa é a terceira mais valiosa na bolsa portuguesa. Era de 78,5 milhões de euros no final de 2015.

Galp

A posição do fundo na Galp é de apenas 0,87%. Mas dado que a petrolífera tem a segunda maior capitalização do mercado nacional, a participação do Fundo Soberano da Noruega na empresa está entre as cinco maiores na bolsa portuguesa. Estava avaliada em 77,6 milhões de euros.

Portucel

O Fundo Soberano da Noruega aproveitou a operação de troca de acções da Semapa pelas da Portucel para reforçar na empresa liderada por Diogo da Silveira. A posição no capital da Portucel aumentou de 0,82% para 2,75% e entrou na lista das cinco mais valiosas da bolsa portuguesa. O fundo norueguês avaliava essa posição em 76 milhões de euros. 

Ver comentários
Saber mais Fundo Soberano da Noruega António Mexia EDP Miguel Almeida EDP Renováveis Noruega Galp Portucel Diogo da Silveira
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio