Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ásia e OPEP aumentam peso do euro nos seus activos

Os bancos centrais asiáticos e os membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) podem aumentar o peso do euro nos seus activos, de acordo com o Bank for International Settlements (BIS).

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 06 de Dezembro de 2004 às 09:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os bancos centrais asiáticos e os membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) podem aumentar o peso do euro nos seus activos, de acordo com o Bank for International Settlements (BIS).

O abrandamento da procura por activos norte-americanos em Agosto «foi visto por alguns participantes do mercado como uma confirmação de que os bancos centrais da Ásia e os exportadores de petróleo» estão a substituir o dólar por euros, anunciou o BIS.

A acumulação de euros e o abrandamento de compra de activos dos EUA deve persistir, afirmou a mesma entidade, que adianta que os EUA vão lutar para compensar o recorde do défice orçamental.

O dólar perdeu mais de quatro cêntimos face ao euro desde que o presidente da Reserva Federal (Fed), Alan Greenspan, disse, a 19 de Novembro, que os investidores estrangeiros podiam deixar de financiar o défice norte-americano, aplicando o seu dinheiro noutras moedas.

No dia 26 de Novembro o dólar recuou depois de ter sido noticiado pelo jornal «China Business News» que a China, o segundo maior país estrangeiro a possuir obrigações norte-americanas, ia reduzir na sua carteira obrigações norte-americanas, cintando Yu Yongding, um membro do comité de politica monetária do banco central. Contudo, o mesmo responsável negou à Reuters esta informação.

No mesmo dia, um deputado do banco central da Indonésia, Aslim Tadjuddin, disse em entrevista que o país podia reduzir o peso do dólar nos activos e cortar as obrigações norte-americanas se a queda da moeda permanecesse.

Mais lidas
Outras Notícias