Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Aumento da inflação na China pressiona bolsas norte-americanas

As bolsas dos EUA abriram em terreno negativo, pressionadas pelo aumento da inflação na China e depois do índice S&P500 ter atingido máximos de cinco anos.

Rita Dias Baltazar rbaltazar@negocios.pt 11 de Janeiro de 2013 às 14:42

O Dow Jones perde 0,1% para 1.3457,04 para pontos e o tecnológico Nasdaq recua desliza 0,01% para 3.121,480 pontos. O S&P500 segue a tendência e cede 0,10% para 1470,60 pontos.

 

A subida da inflação na China aumenta a preocupação de que as autoridades poderão diminuir as medidas de estímulo económico no país, o que está a penalizar as bolsas. Este aumento superou as estimativas dos analistas e atingiu máximos de sete meses. Desta forma pode ficar mais limitado o espaço para medidas de impulso à recuperação da economia.

 

Bruce McCain, estratega da unidade bancária KeyCorp afirmou que “as boas notícias sobre a China” são que está num caminho de melhoria. Por outro lado “as más notícias são que isto pode impulsionar a inflação”. O analista acrescentou que nos EUA os investidores estarão “focados nos resultados” que têm potencial para melhorar no decorrer do ano.

 

Mais de 80% das 27 empresas cotadas no S&P500 divulgaram resultados trimestrais acima do esperado pelos analistas, segundo a Bloomberg.

 

(Notícia actualizada às 14h58)

 

Ver comentários
Saber mais bolsas norte-americanas Dow Jones Nasdaq S&P EUA China
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio