Crédito Avaliação bancária das habitações avança pelo quarto mês

Avaliação bancária das habitações avança pelo quarto mês

O valor médio da avaliação bancária acelerou a tendência de subida no último mês do ano, renovando máximos de Maio de 2012.
Avaliação bancária das habitações avança pelo quarto mês
Miguel Baltazar/Negócios
Patrícia Abreu 25 de janeiro de 2016 às 11:44

O valor médio da avaliação bancária nas habitações em Portugal avançou pelo quarto mês consecutivo em Dezembro, com o indicador a fechar o ano com uma subida de 2,6%. O índice aumentou sete euros face ao mês anterior para 1.050 euros por metro quadrado, mantendo-se em máximos de Maio de 2012.


"Comparado com o período homólogo, verificou-se um aumento de 4,5% (variação de 3,7% no mês precedente)", refere o comunicado do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) divulgado esta manhã.


Em termos anuais, "o valor médio de avaliação fixou-se em 1.034 euros por metro quadrado, o que se traduziu num aumento de 2,6% relativamente ao ano anterior".


Todas as regiões registaram um aumento, em termos homólogos, no último mês do ano. Foram, porém, as regiões Norte e a Área Metropolitana de Lisboa que deram o maior contributo para a melhoria do indicador. "Os valores médios de avaliação por metro quadrado destas regiões foram 923 euros por metro quadrado e 1.272 euros por metro quadrado em Dezembro", refere o documento.


Quer nos apartamentos, quer nas moradias, registou-se um aumento do valor a que os bancos avaliaram estes imóveis. No caso dos apartamentos, o valor médio de avaliação bancária subiu 0,6% face a Novembro, fixando-se em 1.095 euros por metro quadrado em Dezembro.


Nas moradias, o valor médio passou de 968 euros por metro quadrado em Novembro, para 976 euros por metro quadrado em Dezembro (aumento de 0,8%), diz o INE.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI