Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca perde mais de 500 milhões desde a queda do Governo

A perspectiva de que Portugal terá de recorrer à ajuda externa, para cumprir com o pagamento das suas dívidas, tem castigado especialmente os títulos do sector financeiro na bolsa de Lisboa.

Paulo Moutinho 05 de Abril de 2011 às 09:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
Os “três grandes” do sector, cotados no PSI-20, perderam no espaço de apenas duas semanas um total de 518 milhões de euros de valor de mercado. O BES foi o banco cuja capitalização bolsista mais encolheu.

O banco liderado por Ricardo Salgado está agora avaliado em 3.386 milhões de euros, menos 253 milhões que a 23 de Março, dia em que o chumbo do PEC IV no Parlamento levou José Sócrates a apresentar a sua demissão ao Presidente da República.

A queda do Governo fez disparar os juros da dívida de Portugal, que têm fixado novos máximos consecutivos. Um comportamento explicado também pelos sucessivos cortes de “rating” à classificação financeira do País.

Depois da S&P e da Fitch, hoje foi a vez da Moody’s rever em baixa a notação de Portugal, para “Ba1”. Um corte que está a penalizar sobretudo o sector financeiro, que impede assim uma subida do PSI-20.

O BES cai 0,89%, para 2,909 euros, já o BCP recua 1,03% para 0,575 euros, sendo dos “três grandes” aquele que mais perde (7,3%) desde 23 de Março. Neste período, o BPI recuou mais de 4%, estando a desvalorizar 0,97% para 1,227 euros, na sessão de hoje.

Ver comentários
Saber mais banca Portugal juros dívida valor bolsa
Outras Notícias