Crédito Bancos emprestam 27 milhões por dia para a compra de casa

Bancos emprestam 27 milhões por dia para a compra de casa

Os bancos emprestaram quase 10 mil milhões de euros para a compra de casa, em 2018. Trata-se do montante mais elevado em oito anos, revelam os dados do Banco de Portugal.
Bancos emprestam 27 milhões por dia para a compra de casa
Miguel Baltazar
Raquel Godinho 12 de fevereiro de 2019 às 11:22
No último mês do ano, as novas operações de crédito à habitação voltaram a superar os 900 milhões de euros, revelam os dados do Banco de Portugal. Um montante que eleva para 9.835 milhões de euros o total emprestado para a compra de casa, em 2018. Isto significa que, em média, foram concedidos 27 milhões de euros por dia em crédito à habitação, no ano passado.

Pelo terceiro mês consecutivo, o novo crédito à habitação voltou a aumentar e registou mesmo o maior aumento mensal desde junho. No último mês de 2018, as instituições financeiras emprestaram 903 milhões de euros para a compra de casa, o que compara com os 822 milhões de euros concedidos em novembro. Um montante que elevou para 9.835 milhões de euros o total concedido em 2018.

Este valor representa um aumento de 19,1% face ao ano anterior. E é mesmo o valor mais elevado desde 2010, quando foram concedidos 10.107 milhões de euros.

As novas operações de crédito à habitação chegaram a recuar nos meses do verão, o que coincidiu com a entrada em vigor das recomendações do Banco de Portugal, que vão no sentido de aplicar alguns limites (prazo, taxa de esforço e montante do crédito em função da avaliação) nas novas operações de crédito.

Contudo, a partir de outubro, as novas operações de crédito à habitação voltaram a acelerar, com os montantes emprestados a atingirem os valores mais elevados do ano.

No crédito ao consumo, o ano também terminou em alta. Em dezembro, foram emprestados 396 milhões de euros, o que compara com os 382 milhões de euros concedidos um mês antes. No total, em 2018, as novas operações de crédito ao consumo ascenderam a 4.660 milhões de euros, mais 10,3% do que em 2017. Este é o valor mais elevado desde 2004, quando superou os cinco mil milhões de euros.

Já as novas operações de crédito para outros fins atingiram os 182 milhões de euros, superando os 148 milhões de euros concedidos um mês antes. No acumulado do ano, as novas operações totalizaram 1.823 milhões de euros.

Crédito às empresas em máximos de três anos

Quanto às empresas, foram emprestados 3.693 milhões de euros, em dezembro, o que representa o montante mais elevado desde dezembro de 2015. Deste montante, 1.627 milhões de euros foram concedidos às pequenas e médias empresas (PME) e os restantes 2.066 milhões de euros às grandes empresas.

Este valor representa um aumento face aos 2.569 milhões de euros concedidos em novembro, sendo que no caso das grandes empresas (operações acima de um milhão de euros) o valor emprestado quase duplicou (aumentou 90,6%).

Este montante elevou para 31.590 milhões de euros o total das novas operações de crédito às empresas, em 2018. Mais 9,5% do que no ano anterior. Trata-se do primeiro aumento depois de quatro anos de quedas do novo crédito às empresas.


(Notícia atualizada às 12:00)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI