Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bancos evitam mercado interbancário e depositam valor recorde no BCE

Os depósitos "overnight" (de um dia para o outro) dos bancos junto do Banco Central Europeu (BCE) dispararam. Atingiram um valor recorde, um sinal de que estão a evitar emprestar dinheiro entre si perante a crise da dívida soberana na Europa.

Paulo Moutinho 03 de Junho de 2010 às 10:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
Os depósitos “overnight” (de um dia para o outro) dos bancos junto do Banco Central Europeu (BCE) dispararam. Atingiram um valor recorde, um sinal de que estão a evitar emprestar dinheiro entre si perante a crise da dívida soberana na Europa.

Dados citados pela Bloomberg revelam que os bancos depositaram um total de 320,4 mil milhões de euros no BCE, que remunera estas aplicações com uma taxa de 0,25%. É um novo recorde desde que o euro foi criado, em 1999.

Apesar de conseguirem retornos mais elevados no mercado interbancário, através de empréstimos a outros bancos, as instituições financeiras estão a ser cautelosas, preferindo a segurança do BCE numa altura em que se teme que a crise da dívida soberana possa contagiar o sector.

“A crise financeira está de volta”, disse Norbert Aul, do Commerzbank. “As notícias das últimas semanas assustaram os bancos e como ninguém sabe quão expostas [à divida soberana] estão as instituições financeiras, é mais seguro colocar o dinheiro no BCE que emprestá-lo”, acrescentou.

O mercado interbancário está praticamente bloqueado, sendo que nas poucas transacções que são feitas estão a ser exigidos juros mais altos. Isso é visível através das Euribor. A taxa a três meses mantém uma tendência de subida há mais de um mês e está já num novo máximo deste ano.

Ver comentários
Outras Notícias