Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCE propõe retirar 200 mil milhões do mercado após novo recorde de depósitos

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou hoje que está disposto a absorver 200 mil milhões de euros dos mercados monetários, depois da autoridade monetária da Zona Euro ter voltado a ser "inundada" de depósitos por parte de instituições financeiras da região. Foram colocados nos "cofres" do BCE um recorde de 103 mil milhões.

Paulo Moutinho 01 de Outubro de 2008 às 09:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
O Banco Central Europeu (BCE) anunciou hoje que está disposto a absorver 200 mil milhões de euros dos mercados monetários, depois da autoridade monetária da Zona Euro ter voltado a ser “inundada” de depósitos por parte de instituições financeiras da região. Foram colocados nos “cofres” do BCE um recorde de 103 mil milhões.

A instituição presidida por Jean-Claude Trichet fará a oferta a meio da tarde de hoje, apresentando uma taxa fixa de 4,25%. Na base desta medida está o facto de ontem os bancos terem depositado junto do BCE uma soma de 102,8 mil milhões de euros, valor nunca antes registado.

Os bancos da Zona Euro pediram, ontem, emprestado ao BCE um total de 15,9 mil milhões de euros, a uma taxa marginal “overnight” (de um dia para o outro) de emergência, isto depois de na segunda-feira terem solicitado à autoridade monetária mais de 15,5 mil milhões.

Todos estes eventos, os depósitos recorde e os empréstimos de emergência, são reveladores de que os mercados monetários estão congelados. Ou seja, os bancos não estão a emprestar dinheiro entre si, por desconfiança de incumprimento. Quem tem liquidez coloca-a no BCE. Quem precisa de fundos, recorre ao BCE.

Ver comentários
Outras Notícias