Bolsa BCP cai 4,5% e dita perdas do PSI-20

BCP cai 4,5% e dita perdas do PSI-20

A bolsa nacional encerrou em queda pela segunda sessão, penalizada sobretudo pela forte descida do BCP. Na Europa, não há uma tendência definida.
BCP cai 4,5% e dita perdas do PSI-20
Pedro Catarino/CM
Rita Faria 28 de agosto de 2019 às 16:52

A bolsa nacional encerrou em queda esta quarta-feira, 28 de agosto, pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a deslizar 0,18% para 4.798,07 pontos. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, 13 encerraram em queda, quatro em alta e uma inalterada.

Na Europa, os principais índices estão divididos entre ganhos e perdas, com os receios em torno do Brexit a contrastarem com a crescente expectativa de que o 5 Estrelas e o PD vão chegar a um acordo para formar governo. Os dois partidos vão comunicar ao presidente Sergio Mattarella o resultado das negociações esta tarde.

No que respeita ao Brexit, a Rainha Isabel II aceitou o pedido do primeiro-ministro Boris Johnson para suspender o parlamento até 14 de outubro, o que dará pouca margem aos deputados para tentarem travar a possibilidade de um Brexit sem acordo.

Por cá, as perdas do PSI-20 foram motivadas sobretudo pelo BCP, que desvalorizou 4,45% para 19,54 cêntimos, acompanhando o desempenho negativo da sua unidade na Polónia. Na sessão desta quarta-feira, o Millennium Bank afundou 13,32%, depois de ter sido publicado um guia por parte do Supremo Tribunal relacionado com a conversão para zlotis dos créditos contraídos em francos suíços, e que poderá implicar perdas avultadas para os bancos.

A contribuir para a desvalorização do principal índice nacional estiveram também as cotadas do setor da pasta e do papel, assim como a Pharol, que deslizou 4,68% para 10,60 cêntimos. No setor da pasta e do papel, a Navigator perdeu 1,32% para 2,992 euros, a Semapa caiu 1,32% para 12 euros e a Altri recuou 1,5% para 5,585 euros. 

Por outro lado, a evitar maiores perdas do índice nacional estiveram a Jerónimo Martins, a EDP Renováveis e a Galp Energia. A retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos somou 2,31% para 14,63 euros, a EDP Renováveis ganhou 1,9% para 9,66 euros e a Galp valorizou 1,48% para 12,715 euros. 

Ainda na energia, a EDP caiu ligeiros 0,15% para 3,365 euros e a REN recuou 0,79% para 2,505 euros. 

(Notícia atualizada às 16:58)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI