Bolsa BCP e Nos sobem mais de 1% e impulsionam bolsa

BCP e Nos sobem mais de 1% e impulsionam bolsa

As subidas superiores a 1% do BCP e da Nos sublinham o tom verde que impera na bolsa nacional, num arranque de sessão positiva para a maioria das cotadas nacionais.
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 12 de março de 2018 às 08:08
O PSI-20 sobe 0,71% para 5462,69 pontos, numa altura em que das 18 cotadas que compõem o índice, 15 estão a subir enquanto três seguem estáveis. Entre os congéneres europeus a tendência é igualmente de ganhos, com os índices a subirem perto de 0,5%. A contribuir para a subida das bolsas estão os ventos oriundos do outro lado do Atlântico. Os dados económicos divulgados na semana passada nos EUA estão a atenuar os receios dos investidores em relação à subida de juros no país e a impulsionar as bolsas um pouco todo o mundo. 

A travar a subida dos índices está a guerra comercial, com os investidores a recearem que os EUA alargue o leque de produtos importados taxados e que haja resposta, nomeadamente, da União Europeia, da China e do Japão. 

Na bolsa nacional, destaque para a Nos, que sobe 1,47% para 5,16 euros, depois de ter revelado que fechou o exercício de 2017 com um resultado líquido de 124 milhões de euros, o que representa um aumento de 37,3%. Os analistas do CaixaBI contavam com resultados líquidos de 119,8 milhões de euros. A empresa liderada por Miguel Almeida também conseguiu superar as previsões do CaixaBI ao nível das receitas e do EBITDA e, em comunicado, salienta que "registou crescimento em todos os serviços" em 2017. O dividendo aumenta 50% para 30 cêntimos. As acções reagem esta segunda-feira.

 
Em destaque estão ainda as acções do BCP, ao subir 1,56% para 0,2937 euros, depois de ter sido noticiadas alterações ao nível da gestão do banco. O actual vice-presidente da comissão executiva do BCP, Miguel Maya, deverá assumir o leme do banco, ocupando o lugar de Nuno Amado, que passará a presidir ao conselho de administração. Esta alteração de lugares, dada como provável, está ainda dependente do novo modelo de organização do poder no banco.

A contribuir para a subida da bolsa está também o sector do papel, numa altura em que a Altri está a apreciar 0,84% para 4,795 euros, a Navigator a ganhar 0,58% para 4,53 euros e a Semapa a crescer 0,41% para 19,38 euros.

Já a Pharol está a subir 0,84% para 0,24 euros, numa altura em que os investidores continuam à espera para perceberem o desfecho da guerra em torno da Oi, operadora de telecomunicações brasileira detida em mais de 20% pela portuguesa. 


(Notícia actualizada com mais cotações)