Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP e papel derrubam PSI-20 pela segunda sessão

A bolsa nacional está a acompanhar as perdas das principais praças europeias, penalizadas pelos receios em torno da desaceleração global.

Pedro Catarino/CM
Rita Faria afaria@negocios.pt 02 de Outubro de 2019 às 08:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • 28
  • ...

A bolsa nacional está a negociar em queda pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a deslizar 0,14% para 4.942,20 pontos. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, nove estão em queda, seis em alta e três inalteradas.

Na Europa, os principais índices também seguem com sinal negativo, penalizados pelos dados preocupantes sobre a evolução da indústria na Zona Euro e nos Estados Unidos, que foram revelados ontem. Na região da moeda única, o PMI apontou para uma descida da atividade industrial para mínimos de 2012, enquanto nos Estados Unidos, este setor viveu em setembro o pior mês em mais de dez anos.

São novos dados que acentuam os receios em torno da desaceleração do crescimento global, e que já levaram as ações mundiais para mínimos de um mês.  

Na bolsa nacional, as perdas estão a ser motivadas sobretudo pelo BCP e pelas cotadas do setor do papel. O banco liderado por Miguel Maya desvaloriza 0,75% para 18,60 cêntimos, na véspera de ser conhecida a decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia sobre a conversão de créditos, na Polónia, que poderá penalizar as contas da unidade polaca do BCP.

No setor do papel, a Altri cai 1,16% para 5,94 euros, a Navigator cede 1,07% para 3,150 euros e a Semapa desliza 0,17% para 11,58 euros.

A contribuir para a descida do PSI-20 estão ainda a Jerónimo Martins e a EDP Renováveis, que desvalorizam 0,43% para 15,225 euros e 0,31% para 9,80 euros, respetivamente.

Pelo contrário, a evitar maiores perdas na bolsa nacional estão a EDP, os CTT e a REN. A elétrica sobe 0,31% para 3,587 euros, os CTT ganham 1,63% para 2,120 euros e a REN soma 0,58% para 2,584 euros, depois de ter anunciado ontem a conclusão da compra de uma empresa chilena de transporte de eletricidade por 155 milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais bolsa nacional PSI-20 mercados Europa
Mais lidas
Outras Notícias