Bolsa BCP em máximos põe PSI-20 a acompanhar ganhos acentuados da Europa

BCP em máximos põe PSI-20 a acompanhar ganhos acentuados da Europa

A bolsa nacional está a subir mais de 1%, a acompanhar a tendência positiva das congéneres europeias, que beneficiam das tréguas comerciais decretadas pelos EUA e China. Destaque para o BCP, que está em máximos de mais de um ano, e para a Galp, que está a apreciar mais de 1%, com o petróleo a subir mais de 2%
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 01 de julho de 2019 às 08:09
A bolsa nacional segue em alta, a acompanhar o sentimento positivo que se vive nos mercados bolsistas mundiais. A animar a negociação estão as tréguas declaradas entre China e EUA na guerra comercial, o que trouxe otimismo para os mercados. 

Os líderes das duas maiores economias do mundo anunciaram a suspensão da introdução de novas tarifas sobre 300 mil milhões de dólares de importações chinesas. Além disso, China e EUA vão voltar à mesa das negociações para tentarem chegar a um acordo comercial. 

Donald Trump anunciou ainda que as empresas norte-americanas vão poder fazer alguns negócios com a chinesa Huawei, o que também está a ser positivo, especialmente para o setor tecnológico. 

O PSI-20 sobe 1,19% para 5.198,51 pontos com 15 cotadas em alta e três inalteradas. As congéneres europeias seguem com ganhos superiores a 1%.

Na bolsa nacional, destaque para o BCP que está a subir para novos máximos de junho de 2018, ao apreciar 0,96% para 0,2745 euros. 

A Galp Energia segue a subir 1,15% para 13,68 euros, num dia em que os preços do petróleo estão a subir mais de 2%. Os investidores estarão também atentos ao desfecho da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), que decorre esta segunda e terça-feira, e onde se prevê que seja acordada uma extensão dos cortes de produção. A expectativa de que o acordo será fechado aumentou depois de ter sido revelado que o presidente russo, Vladimir Putin, e o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman, garantiram o acordo à margem do G20.

Os ganhos são assim generalizados, com Navigator a ganhar mais de 2%, a Altri quase 2%, a Sonae SGPS a apreciar mais de 1%, assim como a Mota-Engil. A subir estão ainda a EDP e a EDP Renováveis, ainda que menos de 1%, bem como os CTT.

Inalteradas estão a Sonae Capital, a Ramada e a Ibersol.



Marketing Automation certified by E-GOI