Bolsa BCP e BPI afundam mais de 4% com novos impostos

BCP e BPI afundam mais de 4% com novos impostos

Os títulos do sector financeiro estão a cair mais de 4% em bolsa, a reagir às notícias que o Governo está a avaliar um aumento dos impostos sobre o sector para aumentar as receitas fiscais.
BCP e BPI afundam mais de 4% com novos impostos
Sara Matos/Negócios
Patrícia Abreu 03 de fevereiro de 2016 às 12:19

As acções da banca estão a negociar em forte queda, a reagirem às notícias de que o Governo está a preparar um agravamento dos impostos sobre o sector. Os títulos do BCP e do BPI seguem a desvalorizar mais de 4%.

As acções do BPI lideram as quedas, com o banco liderado por Fernando Ulrich a tombar 4,79% para 0,934 euros, a desvalorizar pela quarta sessão consecutiva. O BCP perde 4,03% para 0,036 euros, pela terceira sessão.

A pressionar as acções da banca estão as notícias em torno dos novos impostos sobre o sector. O Governo, que está a preparar as últimas medidas para fechar o Orçamento do Estado até ao final da semana, está a avaliar duas medidas para aplicar ao sector financeiro, de modo a conseguir alcançar a receita extraordinária exigida por Bruxelas.

Em cima da mesa está um agravamento da taxa de contribuição do sector bancário e o alargamento da aplicação da mesma taxa a todos os bancos. A taxa paga pelos bancos para o Fundo de Resolução deverá passar de 0,085% para 0,1%. Esta alteração deverá gerar uma receita avaliada entre 60 a 70 milhões de euros.

No caso da segunda medida, o objectivo é alargar a base de incidência da taxa a todos os bancos em Portugal, mesmo os que não têm sede, como são os casos, por exemplo, do Deutsche Bank e do Bankinter (que ficou com o Barclays). Esta mudança gera menos receita do que a primeira, apenas 10 milhões de euros.

Os analistas do Haitong defendem que o aumento dos impostos – que se estende a outros sectores – que está a ser considerado pelo Executivo de António Costa "é potencialmente negativo para os sectores envolvidos". O banco de investimento refere ainda que o Governo pode implementar impostos semelhantes noutros sectores para aumentar as receitas.

As fortes quedas da banca estão a penalizar a bolsa portuguesa. O índice PSI-20 cai 0,19%.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI