Bolsa BCP e Galp pressionam bolsa. EDP Renováveis e BPI valorizam

BCP e Galp pressionam bolsa. EDP Renováveis e BPI valorizam

A bolsa portuguesa abriu pouco alterada, com as acções do BCP e da Galp a pressionarem o índice e a EDP Renováveis a impulsionar, reagindo em alta ao negócio anunciado na véspera.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 20 de abril de 2016 às 08:16

A bolsa nacional abriu em queda ligeira, com o PSI-20 a descer 0,05% para 4.985,58 pontos. Com oito cotadas em queda, sete em alta e três sem variação, o índice está a ser pressionado sobretudo pelo BCP e Galp Energia, enquanto a EDP Renováveis  e o BPI limitam as perdas.


Nas restantes praças europeias a tendência também é de queda ligeira, com os investidores a avaliarem o arranque da época de resultados na Europa e nos Estados Unidos.

O Banco Comercial Português é o título que mais pressiona o índice, com uma queda 1,18% para 0,0336 euros. Nas últimas três sessões as acções do banco desceram 11%, devido ao fim da especulação sobre a eventual entrada de Isabel dos Santos no capital da instituição.

Já o BPI está a recuperar do forte tombo da véspera, quando as acções regressaram à negociação para fecharam a cair mais de 7%. Hoje valorizam 0,45% para 1,105 euros, ainda abaixo do preço da OPA do CaixaBank (1,113 euros).

A Galp Energia desvaloriza 0,76% para 11,80 euros numa sessão em que o petróleo está em terreno negativo, com o barril de Brent a desvalorizar 2% em Londres para cotar nos 43,15 euros.


Em alta está também a EDP Renováveis, que valoriza 1,4% para 6,755 euros depois de ontem ter anunciado o encaixe de 550 milhões de euros com a venda de activos eólicos em Espanha, Portugal, Bélgica e França.

 

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI