Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP sobe mais de 3% com especulações de fusões na Polónia e venda de unidade (act)

As acções do Banco Comercial Português (BCP) subiam um máximo de 3,28% na bolsa nacional, com especulações sobre uma onda de fusões e aquisições no mercado polaco, onde o banco nacional controla 50% do Millennium e com as perspectivas de venda da unidade

Ricardo Domingos rdomingos1@gmail.com 10 de Fevereiro de 2004 às 16:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções do Banco Comercial Português (BCP) subiam um máximo de 3,28% na bolsa nacional, com especulações sobre uma onda de fusões e aquisições no mercado polaco, onde o banco nacional controla 50% do Millennium e com as perspectivas de venda da unidade de seguros.

Os títulos do maior banco privado nacional atingiram os 1,89 euros, o que constitui o valor mais alto desde finais de Janeiro do ano passado, com 14,3 milhões de títulos negociados, acima da média diária de 5,7 milhões registada nas últimas 52 semanas.

Os analistas e operadores afirmam que, entre os factores que podem estar a sustentar a valorização do banco, contam-se a perspectiva de venda, para breve, de parte ou da totalidade da unidade de seguros - a Seguros & Pensões - e um sentimento de consolidação verificado na Polónia.

“Há especulações recorrentes” sobre a venda da S&P que podem explicar o movimento, explicou ao Canal de Negócios (www.negocios.pt) João Carlos Fidalgo, analista da Lisbon Brokers.

O UniCrédito Italiano, que controla 53% no segundo maior banco polaco - o Bank Pekao – está disposto a fazer compras na banca daquele país “em larga escala”, noticiou hoje o jornal diário polaco “Rzeczpospolita”, citando o administrador Paolo Fiorentino.

A notícia gerou um movimento especulativo sobre o Bank Millenium - detido em 50% pelo BCP - com os seus títulos a dispararem 9,92% na praça de Varsóvia na sessão de hoje.

Outras Notícias