Bolsa BCP volta a disparar e sobe mais de 10% em dois dias

BCP volta a disparar e sobe mais de 10% em dois dias

As acções do BCP voltaram a disparar esta terça-feira, aumentando para mais de 10% a subida nas últimas duas sessões.
BCP volta a disparar e sobe mais de 10% em dois dias

O BCP sobe 4,72% para 1,61 cêntimos, elevando para 10,3% a subida acumulada desde ontem, dia em que os títulos subiram mais de 5%.

 

O BCP conseguiu assim evitar na segunda-feira, 26 de Setembro, a turbulência trazida pelo Deutsche Bank, que recuou em torno de 7%, tocando em novos mínimos históricos, trazendo nuvens de desconfiança para as praças bolsistas europeias. As dúvidas quanto à capacidade de enfrentar os custos judiciais nos Estados Unidos são um dos motivos para esta desvalorização que se alastrou por toda a Europa.

A valorização do banco privado português ocorre depois de o Governo ter alterado o Código de Valores Mobiliários (CVM) para permitir o reagrupamento das acções ("reverse stock split"). O BCP pretende fazer uma operação deste género desde Maio. A Fosun, que quer comprar 16,7% do banco, colocou a realização dessa fusão de acções como uma das condições para entrar no capital.  

 

André Rodrigues, do CaixaBI, admite que, com o diploma, o investimento chinês "fica agora mais próximo de se concretizar". Carlos Cobo, do Haitong Bank, também faz a mesma leitura mas relembra que esta operação tem um impacto "neutral" sobre os títulos do BCP, tendo em conta que corresponde "apenas a um ajustamento técnico no número das acções". "Não tem qualquer impacto no valor da empresa". 

A ajudar à subida das acções do BCP na sessão desta terça-feira, 27 de Setembro, está também uma acalmia nos mercados, com o Deustche Bank a subir, inclusivamente, mais de 1%.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI