Obrigações Benfica encaixa 28,44 milhões em emissão com forte procura de mais de 5 mil investidores

Benfica encaixa 28,44 milhões em emissão com forte procura de mais de 5 mil investidores

A SAD emitiu 40 milhões de euros em obrigações com maturidade em 2022 e utilizou parte delas para reembolsar os detentores de obrigações emitidas em 2017, pelo que o encaixe foi de 28,44 milhões de euros.
Nuno Carregueiro 17 de maio de 2019 às 16:47

A SAD do Benfica garantiu um encaixe bruto de 28,44 milhões de euros com a emissão de obrigações a três anos, cujos resultados foram anunciados na sessão especial de bolsa que decorreu na Euronext Lisboa.

 

A SAD encarnada colocou oito milhões de obrigações, com um valor nominal de cinco euros, num total de 40 milhões de euros.

Apesar da taxa de juro de 3,75% ter sido a mais baixa entre as emissões realizadas até hoje pela SAD encarnada, a procura superou em quase três vezes oferta, que o Benfica decidiu colocar em 40 milhões de euros, acima dos 25 milhões de euros avançados inicialmente.

 

As ordens válidas totalizaram 118,47 milhões de euros na emissão que era constituída por duas operações e foi subscrita por mais de 5 mil investidores.

 

Na oferta pública de subscrição (OPS) 4.973 investidores deram ordens para subscrever 106,9 milhões de euros.

 

O Benfica realizou também uma oferta pública de troca (OPT), dirigida aos detentores de obrigações emitidas em 2017. Foram 580 os investidores com estes títulos que aceitaram a OPT, num total de 11,55 milhões de euros.

 

Assim, o encaixe bruto do Benfica com esta dupla operação foi de 28,44 milhões de euros, uma vez que aos 40 milhões de euros angariados é necessário descontar o valor dos títulos entregues a quem aceitou a OPT.

 

Segundo os resultados da operação, além das obrigações em troca quem aceitou a OPT recebeu um total de 98,87 mil euros, que corresponde a prémios e juros corridos.  

 

Permanecem ainda em circulação obrigações emitidas em 2017 no valor de 48,44 milhões de euro, que o Benfica terá de reembolsar em 2017.   

 



Forte procura
Logo no primeiro dia da OPS a procura dos investidores atingiu 56 milhões de euros, o que mais do que duplicava o valor da oferta na altura (só esta semana foi aumentado o montante de 25 para 40 milhões).

 

Mais de dois terços dos investidores (3.478, ou 69,9% do total) deram ordens para comprar entre 100 e 2.500 euros, pelo que receberam os títulos pretendidos (a oferta pressupunha uma atribuição mínima até 2.500 euros).

 

No topo oposto, pouco mais de 600 investidores compraram mais de 10 mil euros em obrigações do Benfica. Destes, 51 subscreveram mais de 50 mil euros em obrigações do Benfica.

 

Na OPT toda as ordens foram atendidas, sendo que entre os 580 investidores participantes, 44 trocaram obrigações no valor superior a 50 mil euros.

 

Na OPS e na OPT participaram mais de 5 mil investidores, o que se situa acima da média das últimas três emissões (4.342) e em linha com a média de todas as emissões realizadas pela SAD (5.196).

 

A SAD liderada por Luís Filipe Vieira já angariou 348 milhões de euros na bolsa de Lisboa através de nove emissões de obrigações (a primeira aconteceu em 2004).

 

As novas obrigações agora emitidas vão ser admitidas à negociação na bolsa portuguesa a 21 de maio.


(Notícia atualizada pela última vez às 17:31)

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI