Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Benfica supera 3 euros por acção e valoriza 255% desde o início do ano

A SAD do Benfica iniciou o ano a valer pouco mais de 80 cêntimos por acção. Hoje, já negociou acima dos 3 euros. A possível vitória no campeonato e a euforia na Bolsa de Lisboa podem ser justificações, segundo operadores do mercado ouvidos pelo Negócios.

Record
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 20 de Março de 2014 às 12:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

A SAD do Benfica continua imparável na Bolsa de Lisboa. As acções da empresa ligada ao clube da Luz estão a somar mais de 24% esta terça-feira, colocando a valorização desde o início do ano em 255%. É a empresa da Bolsa de Lisboa que mais ganha neste período.

 

Cada acção da sociedade anónima desportiva do Benfica avança esta quinta-feira 24,07% para negociar nos 2,99 euros. O valor de mercado encontra-se em 68,8 milhões de euros.

 

“Na minha opinião, o mercado está a antecipar uma vitória no campeonato. Uma eventual vitória do campeonato não só reforça as vendas de merchandising e de bilheteira como traz mais visibilidade à Benfica TV”, aponta o gestor da XTB Steven Santos.

 

Para Pedro Oliveira, da sala de mercados da GoBulling, a justificação principal para o movimento é a mesma: “é a questão desportiva, a questão do título estar praticamente entregue”, o que poderá valorizar também eventuais vendas de jogadores do SLB no final da época. “Está apenas relacionado com questões desportivas, que são benéficas a nível financeiro, com a entrada directa na Liga dos Campeões, por exemplo”, acrescenta.

 

A sete jornadas do fim do campeonato nacional, o Benfica acumula 58 pontos, mais sete do que o segundo classificado, o Sporting. O FCPorto, terceiro, regista 46 pontos. Desde a última vitória, no último domingo, o Benfica tem vindo a somar terreno. As acções, na sexta-feira passada, fecharam nos 1,61 euros. Hoje, já chegaram a tocar nos 3,05 euros. Um ganho de 89% em quatro sessões. O Benfica também joga noutra frente, nomeadamente na Liga Europa, onde defronta esta quinta-feira o Tottenham para a segunda-mão dos oitavos-de-final. Do primeiro jogo, o clube treinado por Jorge Jesus leva uma vitória por 3-1.

 

Máximo em bolsa desde último campeonato

 

A cotação de 3,05 euros por acção hoje verificada representa um máximo desde Maio de 2010, altura em que o Benfica festejava a vitória no campeonato nacional (a última deste então). Para chegar a esse preço, foi necessária uma forte valorização da SAD presidida por Luís Filipe Vieira na Bolsa de Lisboa, que é de 255% desde o início do ano, o que, em termos absolutos, se cifra em 2,15 euros. É a maior subida em Lisboa.

 

A Benfica TV tem capacidade, segundo Steven Santos, para explicar parte desta evolução. “O canal de televisão tem potencial para assumir-se como uma importante fonte de receitas, reduzindo a dependência dos prémios da UEFA e permitindo à Benfica SAD amortizar dívida”, comenta o gestor da XTB, acrescentando que o “Benfica TV poderá assumir-se como o motor de receitas da empresa, aproximando o título do sector dos media e diversificando a sua base de accionistas”.

 

Além da valorização expressiva, também o volume registado nas sessões bolsistas da SAD as águias tem sido considerável. Foram trocadas mais de 127 mil acções na sessão de hoje, mais de dez vezes acima da média diária de 10.727 títulos transaccionados. Nos últimos dias, tem-se verificado um volume que não era registado desde os primeiros tempos da SAD do Benfica em bolsa, em 2007. “As subidas com um volume significativo são um bom sinal”, opina Pedro Oliveira, que não considera este avanço exagerado, embora antecipe alguma eventual correcção, depois da forte subida recente.

 

Ambiente na Bolsa de Lisboa ajuda Benfica

 

“A juntar a isto, temos o optimismo generalizado que há na Bolsa de Lisboa”, aponta Pedro Oliveira, da GoBulling.

 

“Em termos da envolvente, a euforia vivida na bolsa nacional levou os investidores a procurar acções que ainda não tinham disparado em 2013. O aumento da liquidez na bolsa nacional tem-se sentido nas acções fora do PSI-20. Nesse contexto, acções de baixa capitalização bolsista como o Benfica SAD tornam-se apetecíveis”, diz também o gestor da XTB.

 

O PSI-20 ganha 13,3% desde o início do ano, bastante inferior à subida da SAD encarnada mas pouco menos do que as SAD do Porto e SCP, que avançam 17,95% e 16,46% no mesmo período, respectivamente. As sociedades anónimas desportivas são cotadas mais voláteis do que, por exemplo, as que integram o índice de referência da Bolsa de Lisboa, tendo habitualmente uma menor liquidez e respondendo menos a elementos lógicos, como os respectivos resultados financeiros.

 

Ver comentários
Saber mais SLB Benfica Luís Filipe Vieira SAD
Outras Notícias