Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BES negoceia mais de 600 mil direitos de subscrição do aumento de capital

Os direitos de subscrição do aumento de capital do Banco Espírito Santo terminaram o primeiro dia de negociação nos 1,15 euros, um valor que se encontra 0,86% abaixo do preço de referência. Forma movimentados mais de 600 mil direitos de subscrição.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 03 de Maio de 2006 às 16:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os direitos de subscrição do aumento de capital do Banco Espírito Santo terminaram o primeiro dia de negociação nos 1,15 euros, um valor que se encontra 0,86% abaixo do preço de referência. Forma movimentados mais de 600 mil direitos de subscrição.

O BES tem a partir de hoje a negociar em bolsa dois tipos de direitos. Os direitos de incorporação – cada lote se seis dá direito a ficar com uma nova acção – ficaram avaliados em 1,92 euros e os de subscrição em 1,16 euros, na altura do destaque das acções, a 26 de Abril.

Cada direito de subscrição será convertido numa nova acção, mediante o pagamento adicional de 9,20 euros, o preço fixado pelo BES no aumento de capital, onde espera vir a encaixar 1,38 mil milhões de euros, se todas as novas acções forem subscritas.

Foram negociados 638.774 direitos de subscrição, que terminaram nos 1,15 euros. Os direitos de incorporação fecharam o dia a valer 1,89 euros, 1,56% abaixo do preço de referência.

Das 200 milhões de novas acções a emitir, 50 milhões vão ser atribuídas gratuitamente aos accionistas na proporção de uma nova acção por cada seis detidas, tendo sido atribuído um direito de incorporação por cada acção detida. As restantes 150 milhões de acções vão resultar da subscrição com reserva de preferência para os accionistas, que poderão subscrever, entre 3 a 23 de Maio.

A negociação dos direitos de subscrição acabaram por penalizar a transacção das acções do BES, que terminaram a descer 1,54% para os 11,52 euros.

O preço de equilíbrio dos direitos de subscrição resulta da diferença entre a cotação das acções e os 9,20 euros do preço de exercício.

O preço de equilíbrio dos direitos de incorporação resulta da divisão da cotação das acções por seis.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias