Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bitcoin em queda livre já negoceia abaixo dos 8 mil dólares

Em Janeiro, a bitcoin perdeu mais de metade do valor e, mais recentemente, está a ser penalizada pela decisão do Facebook de banir a publicidade às criptomoedas.

A bitcoin vai atingir um máximo histórico de 60.000 dólares em 2018, com uma capitalização de mercado acima de um bilião de dólares, uma vez que o surgimento do contrato de futuros para esta criptomoeda levou a uma onda de envolvimento por parte de investidores e fundos que se sentem mais confortáveis a negociar futuros do que a endossar fundos a bolsas de criptomoedas. No entanto, o fenómeno bitcoin irá “ficar sem tapete” conforme a Rússia e a China forem travando, e até mesmo proibindo, as moedas virtuais. Após o espectacular pico em 2018, a bitcoin irá colapsar e assomar-se a 2019 perto do seu “custo de produção” de 1.000 dólares.
reuters
Negócios com Bloomberg 02 de Fevereiro de 2018 às 13:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

Cada vez mais longe dos máximos de Dezembro em que chegou perto dos 20 mil dólares, a bitcoin continua em queda livre, estando esta sexta-feira a negociar já abaixo dos 8.000 dólares.

 

A criptomoeda está a afundar 16% para 7.643 dólares em Londres, o que de acordo com a Bloomberg corresponde ao nível mais baixo desde 24 de Novembro. A bitcoin não é a única moeda digital em forte queda, sendo que a Ripple e a Litecoin registam quedas de até 18%.

 

A Bitcoin está assim cada vez mais distante do máximo histórico de 19.666 dólares que atingiu em Dezembro, altura em que foi sobretudo impulsionada pela introdução de futuros sobre a moeda digital.

 

Em Janeiro, a bitcoin perdeu mais de metade do valor e, mais recentemente, está a ser penalizada pela decisão do Facebook de banir a publicidade às criptomoedas, bem como pela crescente pressão dos reguladores sobre a actividade das bolsas que transaccionam estes activos.

 

A pressão dos reguladores e os receios dos investidores com o futuro das moedas digitais intensificou-se depois do roubo de 500 milhões de dólares da Coincheck, uma das bolsas de criptomoedas mais conhecidas.


Ainda hoje as autoridades japonesas efectuaram buscas nos escritórios da Coincheck, onde foram apreendidos documentos e computadores.

"A bitcoin está em apuros", afirma Lukman Otunuga, da Forextime. "Os preços sugerem que os ursos estão claramente no controlo, prevendo-se mais quedas já que a pressão dos reguladores condicionará ainda mais o apetite dos investidores".

 

Tendo em conta apenas o mês de Janeiro, a queda da moeda digital eliminou 44,2 mil milhões de dólares dos 200 mil milhões de dólares em valor de mercado que foram gerados em todo o ano passado, o que representa a maior perda de um mês, em dólares, na curta história dos activos digitais.




Ver comentários
Saber mais Bitcoin Litecoin Ripple Coincheck criptomoeda
Outras Notícias