Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BNP Paribas: Oi pode precisar de aumentar capital

O banco de investimento francês refere que a participada brasileira da Portugal Telecom (PT) enfrenta uma fase de elevado investimento e baixo crescimento. Preço-alvo da operadora portuguesa cai 38% para 2,60 euros.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 15 de Julho de 2013 às 11:13
  • Partilhar artigo
  • 8
  • ...

O Exane BNP Paribas cortou a avaliação conferida às acções da operadora portuguesa em 38% para 2,60 euros face aos anteriores 4,20 euros. Face a este novo preço-alvo, as acções têm um potencial de valorização de 0,46%. Também a recomendação foi revista em baixa de “neutral” para “underperform”.

 

O banco francês realça que a unidade brasileira Oi enfrenta um período de elevado investimento e baixo crescimento, uma vez que 60% das suas vendas chegam do segmento fixo e opera no “segundo nível” da rede móvel.

 

Nesse sentido, o BNP Paribas refere, numa nota de investimento citada pela agência Bloomberg, que um aumento de capital deverá ser necessário devido à necessidade de refinanciamento, enquanto o dividendo poderá ser cortado.

 

O mesmo banco de investimento realça que, em Portugal, a estratégia de “quadruple play” tem sido “excelente”, explica a Bloomberg, embora as receitas não devam estabilizar antes de 2015.

 

As acções da PT descem pelo quinto dia consecutivo. Cedem 4,50% para os 2,588 euros, depois de terem tocado nos 2,582 euros, o valor mais baixo desde Fevereiro de 1996.

 

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de “research” emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de “research” na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.  

Ver comentários
Saber mais Portugal Telecom Oi BNP Paribas
Outras Notícias