Bolsa Bolsa desce pela segunda sessão com BCP e CTT a pressionar  

Bolsa desce pela segunda sessão com BCP e CTT a pressionar  

O PSI-20 fechou em queda ligeira, em linha com as principais praças europeias.
Bolsa desce pela segunda sessão com BCP e CTT a pressionar   
Pedro Catarino/CM
Nuno Carregueiro 14 de março de 2018 às 16:46

A bolsa nacional fechou em terreno negativo, em linha com o comportamento das restantes praças europeias, que inverteram a tendência da manhã depois de o Departamento do Comércio dos Estados Unidos ter anunciado que as vendas a retalho desceram em Fevereiro pelo terceiro mês seguido.

 

Se por um lado este dado confirma que a reserva Federal não tem motivos para acelerar a subida de juros, por outro aviva os receios de que a maior economia do mundo possa estar a passar por um período de abrandamento.

 

O PSI-20 caiu 0,1% para 5.420,00 pontos, com sete cotadas em queda, nove em alta e duas sem variação. Nos restantes índices europeus

 

A pressionar o índice português esteve sobretudo o Banco Comercial Português, que desvalorizou 1,68% para 0,2861 euros, em linha com o comportamento do sector financeiro europeu, que foi dos que mais penalizou os índices.

 

Os CTT também registaram uma das quedas mais fortes (-1,27% para 3,10 euros), depois de o Haitong ter emitido um "research" negativo para a cotada liderada por Francisco Lacerda. De acordo com a Reuters, o preço-alvo desceu para 3,40 euros.

A Jerónimo Martins (-0,59% para 15,115 euros), REN (-0,8% para 2,48 euros) e Sonae (-0,71% para 1,124 euros) também pressionaram o PSI-20. As duas últimas apresentam as contas de 2017 amanhã, depois do fecho da sessão.

 

A impedir maiores quedas no PSI-20 destacou-se a EDP renováveis, que avançou 1,34% para 7,545 euros. As acções chegaram a negociar nos 7,60 euros, o que corresponde ao valor mais elevado desde Setembro de 2009, devido às declarações de Nuno Alves, administrador financeiro da EDP, que disse à Bloomberg que a eléctrica quer ser a única dona da Renováveis até 2020, apesar de não haver planos para o curto prazo. A EDP ganhou 0,07% para 3,052 euros.

 

A Mota-Engil conseguiu o ganho mais pronunciado do índice, com uma subida de 3% para 2,61 euros, a corrigir parte da queda da véspera.




A sua opinião53
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
RE; Criador de Touros 14.03.2018

voçe tem uma pancada senhor criador de touros
pancada e não é pequena
pancada mental muito grave

Criador de Touros 14.03.2018

Proponho o nome completo para Esguicho Macho Alfa Canis Lupus. É um belo nome. É algo aristocrático, os esquerdistas ficam phodidos. São uns artolas sem graça.

Anónimo 14.03.2018

Os carrilhões dos esquerdistas são bons para fazer sumo de tomate para dar às phuphas de esquerda...LOL

Criador de Touros 14.03.2018

Cumprimentos ...e os esquerdistas ficam-se a roer de inveja, sem estilo, sem graça, sem nada... mas têm a ponte salazar quase a cair-lhes em cima. .. e os carrilhões...! Um episódio já foi..

ver mais comentários
pub