Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas dos EUA pouco alteradas com novo "golpe" de proteccionismo de Trump

Os índices norte-americanos estão maioritariamente em queda ligeira, depois de o presidente dos EUA ter ameaçado aplicar novas tarifas sobre carros importados.

EPA
Rita Faria afaria@negocios.pt 24 de Maio de 2018 às 14:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas dos Estados Unidos estão quase inalteradas esta quinta-feira, 24 de Maio, com as preocupações em torno do proteccionismo da administração Trump a ofuscarem o optimismo de que a Reserva Federal poderá estar mais tolerante com a subida da inflação do que era esperado.

 

O índice industrial Dow Jones desce 0,10% para 24.861,82 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq ganha ligeiros 0,05% para 7.430,32 pontos. Já o S&P500 cai 0,08% para 2.730,46 pontos.

 

Na quarta-feira, um responsável da Casa Branca disse que Trump está a ponderar impor novas tarifas sobre os carros importados por questões de "segurança nacional" – a mesma justificação dada quando se tratou do aço e do alumínio.

 

Este anúncio veio agravar os receios em torno das negociações sobre o comércio, depois de Trump já ter vindo dizer que qualquer acordo com a China terá de ter "uma estrutura diferente" para garantir o seu cumprimento pelas partes.

Enquanto o sector automóvel na Europa está em queda, o norte-americano está a reagir em alta à ameaça do presidente dos EUA, com a Ford a valorizar 1,14% para 11,56 dólares e a General Motors a ganhar 0,55% para 38,06 dólares.

 

Também na quarta-feira foram reveladas as actas da última reunião da Fed, que sugerem que uma inflação mais elevada poderá não resultar numa subida mais acelerada dos juros.

 

Um "período temporário de inflação modestamente acima dos 2% seria consistente com o objectivo simétrico do comité para a inflação e poderia ser útil para ancorar expectativas de mais longo prazo para a subida dos preços", revelam as actas.



(Notícia actualizada às 14:50)

Ver comentários
Saber mais Estados Unidos bolsas Donald Trump Wall Street
Outras Notícias