Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional cai pelo segundo dia pressionada pela REN e Mota-Engil

A praça lisboeta terminou o dia no vermelho, a segunda queda consecutiva num dia em que o principal índice nacional foi penalizado em especial pelas perdas da Jerónimo Martins, da Mota-Engil, do BCP e da REN.

A carregar o vídeo ...
David Santiago dsantiago@negocios.pt 10 de Abril de 2017 às 16:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 19
  • ...

O PSI-20 fechou a sessão desta segunda-feira, 10 de Abril, a perder 0,34% para 4.693,80 pontos, com nove cotadas em queda, sete em alta e três inalteradas, na segunda sessão seguida em que a praça lisboeta transaccionou em terreno negativo. Foi um dia sem sentimento definido na Europa, com as principais praças europeias divididas entre ganhos e perdas na primeira sessão desta semana.  

 

No plano nacional foram a Mota-Engil e a REN que mais penalizaram o PSI-20, com a construtora a perder 0,56% para 16,755 euros, num dia em que a cotada chegou a negociar em máximos de Novembro de 2015, e a REN a desvalorizar 4,93% para 2,775 euros, na primeira vez em que a cotada caiu nas últimas 13 sessões.    

Foi a maior queda diária da REN desde o Brexit, isto depois de na sexta-feira a empresa ter anunciado que chegou a acordo para adquirir a Portgás à EDP, numa operação que avalia a EDP Gás em mais de 500 milhões de euros. Para concretizar a operação, a REN vai aumentar o capital em 250 milhões de euros mediante uma uma oferta pública de subscrição.

Ainda no sector energético, o grupo EDP não registou variações, com a EDP e a EDP Renováveis a acabarem o dia inalteradas nos 3,18 e 6,99 euros, respectivamente. Nota ainda para a Galp Energia que somou 0,34% para 14,57 euros acompanhando assim a tendência de valorização do preço do petróleo, que sobe mais de 1% tanto em Nova Iorque como em Londres. Na capital inglesa o Brent está a subir 1,03% para 55,81 dólares por barril. 

Nota negativa também para a Jerónimo Martins, que resvalou 0,56% para 16,755 euros, e para a Sonae que deslizou 0,33% para 0,918 euros. 

O BCP também fechou no vermelho, com o banco liderado por Nuno Amado a perder 0,33% para 0,1799 euros. 

A impedir uma maior desvalorização da bolsa lisboeta esteve a Navigator e a Sonae Capital, com a primeira a ganhar 0,32% para 3,795 euros, num dia em que tocou no valor mais alto desde Dezembro de 2015, e a segunda a somar 0,58% para 0,871 euros, numa sessão em que negociou em máximos de Dezembro de 2009.  

(Notícia actualizada às 16:54)

Ver comentários
Saber mais Bolsa Nacional PSI-20 REN EDP Renováveis Mota-Engil Sonae Capital Jerónimo Martins Galp Energia Navigator BCP
Outras Notícias