Bolsa Bolsa nacional contraria Europa e cai mais de 1% pressionada pela EDP em ex-dividendo

Bolsa nacional contraria Europa e cai mais de 1% pressionada pela EDP em ex-dividendo

O índice PSI-20 terminou a sessão desta terça-feira em queda, contrariando o sentimento positivo das restantes praças europeias. A EDP é a cotada que mais pressiona, no dia em que começa a descontar o dividendo em bolsa.
Bolsa nacional contraria Europa e cai mais de 1% pressionada pela EDP em ex-dividendo
Lusa
Gonçalo Almeida 12 de maio de 2020 às 16:43
O índice PSI-20 terminou a sessão desta terça-feira, dia 12 de maio, a desvalorizar 1,37% para os 4.152,15 pontos, contrariando a tendência positiva no resto da Europa. 

Lá fora, o sentimento das praças europeias foi recuperando ao longo da sessão, e todas as bolsas no "velho continente" terminaram no "verde", com exceção de Lisboa.

O otimismo gerado pelo fim gradual do desconfinamento em algumas economias deu força à Europa, mas os receios de uma segunda vaga de contágio da covid-19 travou a força das subidas. 

Por cá, com 13 cotadas a cair, quatro a subir e uma a negociar na linha de água, a EDP foi o principal destaque ao desvalorizar 5,09% para os 3,895 euros por ação. Hoje, a cotada liderada por António Mexia começa a descontar o dividendo de 19 cêntimos que tem a distribuir pelos acionistas a partir de 14 de maio. 

A cair esteve também a petrolífera Galp, com uma queda de 1,23% para os 10,01 euros por ação e o BCP, que perdeu 0,43% para os 9,25 cêntimos por ação. A Corticeira Amorim desvalorizou 4,58% para os 8,95 euros.

No setor da pasta e do papel, tanto Altri (-1,42%), como Navigator (-1,25%) conheceram quedas superiores a 1% e os CTT (-2,91%) e a Sonae (-3,12%), rondaram os 3%.

Em contraciclo esteve a EDP Renováveis, com uma subida de 1,24% para os 11,44 euros por ação.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI