Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional perde mais de 1% pressionada pela EDP e Nos

A praça lisboeta fechou a sessão no vermelho, terminando também a semana com um saldo acumulado negativo. A pressionar esta sexta-feira estiveram a EDP e a Nos, cotadas que ontem apresentaram resultados.

A carregar o vídeo ...
David Santiago dsantiago@negocios.pt 03 de Março de 2017 às 16:41
  • Partilhar artigo
  • 83
  • ...

O PSI-20 encerrou a sessão desta sexta-feira, 3 de Março, a recuar 1,02% para 4.660,73 pontos, com 11 cotadas a negociar em queda e as restantes seis em alta e a bolsa lisboeta a interromper assim uma série de três sessões consecutivas a negociar em alta.

 

O principal índice nacional seguiu a tendência verificada na generalidade das principais praças europeias que transaccionaram no vermelho, apesar de no quarto trimestre de 2016 as cotadas do Velho Continente terem conseguido a maior subida de lucros trimestral dos últimos dois anos.

 

Em Lisboa foram a EDP e a Nos as cotadas que mais pressionaram, isto depois de ambas as cotadas terem ontem apresentado resultados. A EDP recuou 3,70% para 2,81 euros, no dia seguinte à eléctrica ter reportado uma subida de 5% dos lucros de 2016 para 961 milhões de euros. No entender dos analistas, os resultados ajustados por efeitos extraordinários da cotada liderada por António Mexia não afectam a opinião positiva das casas de investimento nacionais relativamente à empresa. A EDP negociou em mínimos de 9 de Fevereiro, tendo registado a maior queda diária em praticamente quatro meses. 

Ainda no sector energético, a EDP Renováveis resvalou 0,35% para 6,338 euros, a Galp Energia desceu 0,21% para 14,015 euros e a REN deslizou 1,57% para 2,635 euros. 

Também a pressionar de forma determinante o PSI-20 esteve a Nos que desvalorizou 3,35% para 5,364 euros, a maior queda diária desde 13 de Junho numa sessão em que a operadora de telecomunicações negociou no valor mais baixo desde 17 de Fevereiro. A empresa liderada por Miguel Almeida apresentou esta quinta-feira um resultado líquido de 90,4 milhões de euros relativo ao exercício financeiro de 2016, valor que representa um crescimento de 9,3% face ao ano anterior, com a empresa a anunciar que pagará um dividendo de 20 cêntimos por acção.

O sector do retalho também penalizou, com a Jerónimo Martins a recuar 0,45% para 15,38 euros e a Sonae a descer 1,29% para 0,839 euros no dia em que foi noticiada a compra do Albufeira Retail Park e do Continente do Algarve Shopping pela Sonae Sierra.

A impedir uma desvalorização mais acentuada da bolsa nacional esteve o BCP que ganhou 1,34% para 0,159 euros. 

(Notícia actualizada às 16:51)

Ver comentários
Saber mais Bolsa Nacional PSI-20 EDP Nos EDP Renováveis Galp Energia Jerónimo Martins BCP Sonae REN Galp Energia
Outras Notícias