Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa cai mais de 1% pressionada pela banca e EDP

A bolsa nacional já inverteu da tendência de ganhos e segue a descer mais de 1%, numa altura em que o grupo EDP cai mais de 1%, assim como a banca. Entre os congéneres europeus, a tendência é idêntica.

A carregar o vídeo ...
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 09 de Fevereiro de 2015 às 08:51
  • Partilhar artigo
  • 13
  • ...

O PSI-20 desce 1,12% para 5.205,56 pontos, com 15 acções em queda, duas em alta e uma inalterada.

 

Entre os congéneres europeus a tendência é igualmente de queda, com os investidores receosos em relação à Grécia, depois de ontem o Governo grego ter apresentado o seu programa, reiterando a ideia de que o país vai negociar mais tempo para reembolsar a dívida aos congéneres europeus. Alexis Tsipras apresentou este domingo no Parlamento grego o programa de Governo. Num discurso em que prometeu manter-se fiel às propostas eleitorais, Tsipras reiterou que a Grécia não vai pedir um novo prolongamento do actual programa de ajuda externa, que termina a 28 de Fevereiro, mas sim um acordo de transição para os próximos quatro meses.

 

O Stoxx 600, que agrega as maiores cotadas europeias, cai 1,07%, com os principais índices bolsistas europeus a descerem mais de 1% na generalidade.

 

Na bolsa nacional, é a banca e a energia que mais se destacam. Na banca, o BPI cai 1,57% para 87,8 cêntimos, o BCP perde 1,08% para 64,4 cêntimos e o Banif recua 1,64% para 0,6 cêntimos, numa altura em que entre os três bancos cotados só o Banif ainda não apresentou os resultados.

 

No sector da energia, a EDP deprecia 1,42% para 3,188 euros e a EDP Renováveis desliza 2,24% para 5,664 euros.

 

Do lado oposto está a Galp, ao subir 1,29% para 10,23 euros, depois desta manhã ter apresentado os resultados de 2014. O resultado líquido da empresa dirigida por Manuel Ferreira de Oliveira ficou em 373 milhões de euros em 2014, o que representa um avanço de 20,2% face aos 310 milhões de euros do ano anterior, indica o comunicado de apresentação de resultados anuais emitido esta segunda-feira, 9 de Fevereiro, no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). No quarto trimestre, o lucro foi de 137 milhões, mais do que os 105,4 milhões esperados pelos analistas consultados pela agência Bloomberg.

 

Já a REN cede 1,03% para 2,589 euros.

 

No retalho a tendência também é de queda, com a Jerónimo Martins a cair 1,81% para 10,035 euros, enquanto a Sonae SGPS desce 1,74% para 1,188 euros.

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 banca EDP EDP Renováveis
Outras Notícias