Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional fecha em alta impulsionada pela Portucel e pela Mota-Engil

O principal índice nacional fechou a valorizar acima de 0,5% numa sessão em que o destaque foi para a Portucel que apreciou mais de 5% e para a Mota-Engil que encerrou a subir perto de 4,5%.

David Santiago dsantiago@negocios.pt 30 de Setembro de 2014 às 16:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 39
  • ...

O PSI-20 terminou a sessão desta terça-feira a avançar 0,62% para 5.740,50 pontos, com 15 cotadas a negociar em alta e três em queda.

 

A praça lisboeta acompanhou o sentimento predominante entre as principais praças europeias, com o espanhol Ibex a valorizar 1,46% e a praça italiana a ganhar 1,79%. Isto no dia em que o Eurostat divulgou que a inflação na Zona Euro recuou para 0,3% em Setembro, facto que elevou as especulações em torno da possibilidade de o BCE poder vir a adoptar novas medidas de estímulo económico para evitar um eventual período de deflação.

 

Por cá a sessão foi dominada pela prestação de duas cotadas que beneficiaram de notícias positivas na passada segunda-feira. A Portucel fechou a somar 5,06% para 3,154 euros, depois de os analistas do Caixa BI terem revisto o preço-alvo e a recomendação da papeleira de 3,50 euros para 3,80 euros e de "acumular" para "comprar", respectivamente.

 

Ainda no sector do papel, a Semapa ganhou 1% para 9,699 euros e a Altri avançou 3,04% para 2,306 euros.

 

A outra cotada nacional em destaque foi a Mota-Engil que terminou o dia a crescer 4,43% para 5,114 euros. Isto no dia seguinte ao anúncio de que a construtora vencera a adjudicação de um conjunto de contratos espalhados por três continentes, na Polónia, em Angola e na América Latina. Uma concessão rodoviária no México que foi ganha pela construtora nacional prevê um investimento de 290 milhões de euros.

 

A outra construtora cotada no PSI-20, a Teixeira Duarte, encerrou a valorizar 1,18% para 0,856 euros.

 

O sector financeiro registou uma sessão mista com o BCP a apreciar 1,07% para 0,1036 euros, o Banif a subir 1,27% para 0,008 euros. Já o BPI fechou a cair 1,70% para 1,672 euros.

 

Também o sector das telecomunicações registou uma sessão a negociar em terreno positivo com a PT a somar 0,42% para 1,666 euros e a Nos a subir 1,9% para 4,774 euros, após o BESI ter considerado que a operadora liderada por Miguel Almeida goza de uma "crescente aceitação" entre as grandes empresas nacionais.

 

Nos sectores da energia e do retalho o sentimento foi misto. Na energia, a EDP Renováveis ganhou 1,46% para 5,49 euros e a EDP avançou 0,76% para 3,455 euros, enquanto a Galp Energia caiu 0,39% para 12,87 euros.

 

Também o sector do retalho fechou com sentimento misto no dia em que o INE revelou dados que mostram que em Agosto, o comércio a retalho registou um crescimento homólogo de 1,3%. A Sonae cresceu 0,79% para 1,148 euros e a Jerónimo Martins perdeu 0,92% para 8,718 euros.

 

 

(Notícia actualizada às 16h55m com mais informação)

Ver comentários
Saber mais PSI-20 Ibex Eurostat Zona Euro BCE Portucel Caixa BI Altri Mota-Engil Teixeira Duarte BCP Banif BPI PT EDP Renováveis EDP Galp Energia INE Sonae Jerónimo Martins
Outras Notícias