Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PT e Jerónimo caem mais de 1% e determinam queda da bolsa nacional

A bolsa nacional fechou esta sexta-feira a perder 0,49%, num dia em que a maioria dos restantes índices europeus encerraram a ganhar. As empresas que mais pressionaram a bolsa foram a Jerónimo Martins e a Portugal Telecom.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 16 de Agosto de 2013 às 16:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 41
  • ...

O índice nacional PSI-20 fechou a sessão a recuar 0,49% para 6.021,28 pontos, com 10 cotadas em queda, oito a subir e duas inalteradas.

 

A bolsa nacional, que até começou o dia em terreno positivo, foi arrastada pelas quedas dos pesos pesados Jerónimo Martins e PT. A empresa dona dos supermercados Pingo Doce encerrou o dia a recuar 1,19% para 15,415 euros, enquanto que a empresa liderada por Henrique Granadeiro perdeu 1,84% para 2,824 euros.

 

Apesar da queda registada esta sexta-feira, a Jerónimo Martins foi eleita pela Forbes a 16ª empresa mais inovadora do mundo.

 

A Portugal Telecom perdeu terreno pela terceira sessão consecutiva, período em que acumula uma desvalorização superior a 10%. A operadora está em queda desde que anunciou na passada quarta-feira, 14 de Agosto, que decidiu cortar o dividendo de 32,5 cêntimos para 10 cêntimos em 2013 e 2014.

 

Ainda em queda estiveram também os títulos da Galp Energia e do BCP, que recuaram, respectivamente, 0,75% e 0,93% para 12,535 euros e 0,107 euros.

 

Na restante banca, o BPI e o ESFG registaram subidas. O banco liderado por Fernando Ulrich subiu 0,19% para 1,036 euros e o ESFG apreciou 0,02% para 5,237 euros, no dia em que apresentou os resultados do primeiro semestre. O banco registou um prejuízo de 63,8 milhões de euros, essencialmente devido ao BES. O Banif fechou inalterado nos 0,012 euros.

 

Destaque ainda para a cotação atingida pela EDP, que tocou esta sexta-feira nos 2,74 euros, um máximo de 9 de Maio de 2011, quando atingiu os 2,75 euros por acção. Apesar de ter atingido um máximo de mais de dois anos, a eléctrica fechou a sessão a cair 0,4% para 2,706 euros.

 

A contrariar o sentimento negativo do índice estiveve o BES, que apreciou 1,34% para 0,909 euros e a Portucel, que avançou 1,99% para 2,662 euros.

 

Fora do PSI-20, a Soares da Costa prolonga a forte queda registada na quinta-feira. A construtora perdeu ontem mais de 7% após anunciar prejuízos de 9,2 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano e de ter registado um ganho de 12% no final da sessão desta quarta-feira.

 

Quarta-feira, 14 de Agosto, as acções da Soares da Costa chegaram a valorizar um máximo de 28% durante a sessão devido ao acordo alcançado com o empresário angolano António Mosquito. As acções recuaram esta sexta-feira 3,85% para 0,25 euros. 

 

No sentido oposto esteve a F. Ramada, que tocou em máximos de 26 de Setembro de 2008 (1,07 euros), dia em que os títulos chegaram a cotar nos 1,12 euros. As acções fecharam a sessão a descer 0,94% para 1,05 euros.

Ver comentários
Saber mais Bolsa PSI-20 JM Euronext Portugal Telecom Jerónimo Martins
Mais lidas
Outras Notícias