Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional instável com EDP a compensar queda da Galp

A bolsa nacional negoceia com tendência pouco definida, em linha com as congéneres europeias, numa sessão em que os ganhos da EDP estão a compensar as perdas da Galp Energia. O PSI-20 subia 0,32%.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 18 de Junho de 2009 às 13:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A bolsa nacional negoceia com tendência pouco definida, em linha com as congéneres europeias, numa sessão em que os ganhos da EDP estão a compensar as perdas da Galp Energia. O PSI-20 subia 0,32%.

O principal índice português cotava nos 6.935,35 pontos, com 10 das cotadas nacionais em alta, oito a descer e 2 inalteradas.

A pressionar o índice principal está a Galp Energia que perde 1,02% para os 9,797 euros.

No sector energético, a REN também caía 0,10% para os 2,997 euros enquanto a EDP contrariava o movimento baixista do índice principal.

A eléctrica negociava em alta, subindo 1,52% para os 2,68 euros. A empresa liderada por António Mexia fixou hoje o preço de uma emissão obrigacionista de mil milhões de euros, que terá um "spread" de 135 pontos base, cerca de metade do verificado na emissão realizada em Fevereiro.

A EDP Renováveis perdia 0,09% para cotar a 7 euros.

O BPI é a segunda cotada que mais pressiona a bolsa, com uma descida de 1,9% para os 1,876 euros. No sector da banca a tendência era de perdas generalizadas, com o BCP a descer 0,26% para os 0,756 euros e o BES a perder 0,78% para os 3,805 euros.

A Portugal Telecom era a segunda cotada que mais contrariava o movimento baixista do PSI-20, ganhando 1,13% para cotar a 6,24 euros. Já a Sonaecom perde 0,81% para os 1,716 e a Zon Multimedia perde 0,51% para os 3,707 euros.

A Teixeira Duarte subia 1,49% para os 0,955 euros e a Mota-Engil ganha 1,89% para os 3,119 euros, saída a notícia de que o concurso para o novo aeroporto de Alcochete já muito dificilmente será lançado no primeiro semestre deste ano, como tinha previsto o ministro Mário Lino.

A Impresa mantém a tendência de subida das últimas sessões, ganhando 1,03% para os 0,98 euros.

Ver comentários
Outras Notícias