Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo Martins e EDP colocam bolsa em alta pela quarta sessão

A bolsa nacional inverteu a tendência de abertura e segue agora a subir 0,16%, pela quarta sessão consecutiva. Jerónimo Martins e Galp Energia são as empresas que mais impulsionam o índice. Sonaecom e Zon mantém o bom desempenho de ontem.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 18 de Julho de 2013 às 10:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

O índice de referência da bolsa de Lisboa está a avançar 0,16% para 5.451,34 pontos, com nove cotadas em alta, sete em queda e quatro inalteradas. Naquele que é o quarto dia consecutivo de ganhos, a dona dos supermercados Pingo Doce lidera as subidas do índice ao apreciar 0,8% para 15,785 euros.

 

O sector energético também está em bom plano com a EDP e a Galp Energia a apreciarem, respectivamente, 0,50% e 0,52% para 2,431 euros e 11,67 euros.

 

A tendência de subida é partilhada pelas principais bolsas europeias, que oscilam entre ganhos de 0,16% e 0,74%, depois de o FMI alertar que estão a aumentar os riscos de que a economia chinesa não cresça este ano os 7,75% previstos pelo organismo.

 

Esse alerta está a ofuscar o efeito positivo que parece ter tido o discurso de Ben Bernanke no Congresso norte-americano. O presidente da Reserva Federal dos EUA não recuou na possibilidade de diminuir o ritmo das compras de activos mas esforçou-se por sublinhar que a política monetária, como um todo, vai continuar acomodatícia. O mercado de obrigações e acções reagiu com tranquilidade às declarações.

 

As acções da Sonaecom e da Zon continuam em destaque, ao avançarem 3,94% e 0,78%, depois de ontem o BESI ter retomado a cobertura das acções das duas empresas, com recomendações de "comprar".

 

A impedir maiores ganhos do índice nacional está a Portugal Telecom, que desce 1,54% para 2,742 euros. O HSBC cortou o "target" da empresa de 4 para 3 euros.

 

Na banca, o BES recua 0,33% para 0,605 euros e o Banif, que ontem registou o maior ganho da sessão, ao subir quase 37%, depois de ter perdido mais de metade do seu valor em seis sessões, está a recuar 5,36% para 5,3 cêntimos. ESFG e BCP negoceiam inalterados nos 5,20 euros e 8,9 cêntimos, respectivamente. O BPI é o único cotado em bolsa do sector que negoceia em terreno positivo, ao apreciar 1,31% para 0,926 euros.

Ver comentários
Saber mais Bolsa PSI-20 banca Euronext
Outras Notícias